Twitter desenvolve seu próprio negócio de Big Data analytics

Por Redação | 15 de Abril de 2015 às 11h00

Desde maio de 2014 o Twitter começou a desenvolver seu próprio Big Data analytics a fim de se tornar cada vez mais independente. A conclusão da estratégia deverá ser finalizada em agosto deste ano.

O projeto de desenvolver o seu próprio negócio de análise de Big Data começou com a aquisição da Gnip, empresa especializada em análise e organização de streaming de dados. A tecnologia da companhia permite transformar dados fragmentados em informações organizadas e que façam sentido para utilização nos negócios. A análise da enorme quantidade de dados obtida pelas empresas de tecnologia tem sido cada vez mais importante para o sucesso estratégico delas próprias.

Zach Hoffer-Shall, responsável pelo ecossistema do Twitter, defende que a decisão tomada pela empresa visa melhorar a relação com os consumidores. Hoffer-Shall explicou que "uma das razões para o Twitter adquirir a Gnip foi porque o Twitter acredita que a melhor forma para apoiar a distribuição dos dados é através de uma relação direta com seus clientes - as empresas que estão construindo soluções analíticas através dos dados e plataforma" que fazem parte da rede social.

Com a escolha do Twitter em se tornar autossuficiente na análise de seus próprios dados, alguns problemas com empresas associadas podem vir a ocorrer com o tempo. A maneira como a decisão foi anunciada, por exemplo, causou polêmica entre algumas das companhias que participam dos negócios da rede social. A NTT Data e a DataSift não foram comunicadas da decisão e apenas ficaram sabendo da mudança por meio de uma publicação online.

A DataSift, representada por Nick Halstead, explicou que a companhia foi apanhada de surpresa, mas que a decisão não terá um grande impacto negativo em seus negócios. Segundo o executivo, a companhia tem "construído uma plataforma robusta de processamento de Big Data, que é agnóstica no que diz respeito à fonte, capaz de lidar com bilhões de interações diárias provenientes de outras 20 redes sociais e de notícias".

Apesar de lamentar a maneira como a saída do Twitter foi anunciada, a DataSift declarou que a rede "também demonstrou que não entende as regras básicas do mercado" ao implementar o seu negócio de Big Data analytics.

Fonte: Gnip, DataSift

Fonte: http://www.bitmag.com.br/2015/04/twitter-cria-negocio-proprio-de-big-data/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.