Twitter agora pode ser integrado a games desenvolvidos em Unity

Por Redação | 10.03.2016 às 17:00

Após ser considerada como uma rede social que estava ficando para trás quando o assunto são os jogos, o Twitter finalmente começou a correr atrás do prejuízo. Nesta semana, a rede social renovou o seu foco em games ao anunciar uma integração de sua API ao motor gráfico Unity, utilizado por centenas de desenvolvedores na construção de games não apenas para celulares e smartphones, mas também PCs e consoles.

Por meio de um plugin para o Fabric, sua coleção de ferramentas para desenvolvedores de software, o Twitter permite que os títulos, agora, sejam integrados à rede social. O que significa, por exemplo, a realização de logins com o compartilhamento de credenciais, postagens com convites, imagens ou resultados de jogos. Para os criadores, ainda, há o acesso a ferramentas analíticas, relatórios de erros e até mesmo conexão com o MoPub, a plataforma de monetização que é utilizada pela empresa hoje em dia.

Você pode até não conhecer a engine Unity pelo nome, mas com certeza já ouviu ou até mesmo jogou alguns de seus principais expoentes. É o caso de Angry Birds 2, Her Story, Monument Valley, Firewatch e Layers of Fear, por exemplo. O vindouro Umbrella Corps, spin-off da saga de horror Resident Evil, marca o primeiro passo da Capcom com o motor gráfico e traz mais uma grande empresa como usuária da plataforma.

Junto com o lançamento do plugin, o Twitter também está lançando o Fabric for Games, um portal dedicado a incentivar os desenvolvedores a incluírem a rede social em seus jogos. Na página, além do recém-lançado suporte à Unity, estão reunidos também todos os outros sistemas da companhia, além de indicações do que é possível fazer com cada um deles.

Para o Twitter, inclusive, o mercado de jogos eletrônicos interessa e muito. Passando atualmente pelo que muitos analistas chamam de “crise”, a rede social vem falhando em arrebanhar novos usuários, na mesma medida em que vê seus números de utilização caírem, apesar da ferrenha base de fãs. Propostas de monetização, integração e engajamento surgem o tempo todo, e a integração com a Unity e o foco maior nos games é mais uma etapa nesse movimento.

Fonte: Fabric for Games, Develop