Snapchat vê ações caírem após ser criticado por Kylie Jenner

Por Felipe Demartini | 23 de Fevereiro de 2018 às 10h31
photo_camera Marketing Land
TUDO SOBRE

Snapchat

As ações do Snapchat tiveram queda de 7% nesta quinta-feira (22), após Kylie Jenner afirmar, por meio do Twitter, que não usa mais o aplicativo. Em publicação na rede social, para seus mais de 24 milhões de seguidores, a celebridade americana disse nem mesmo abrir o software, o que levou a companhia a ter uma desvalorização de mais de US$ 1 bilhão.

Jenner é uma das “irmãs Kardashian”, mas apenas por parte de mãe. Ela é filha de Kris Kardashian com a atleta sexual Caitlyn Jenner. Com apenas 20 anos, ela também é uma das principais influenciadoras digitais do mundo, com livros lançados e aplicativos próprios, além de marcas de roupas e cosméticos. É, justamente, alguém cujas mensagens nas redes sociais podem causar um efeito desse tipo – principalmente quando se leva em conta que ela foi, entre as famosas, uma das usuárias mais contumazes da rede social.

O comentário negativo veio, como muitos outros, relacionado ao recente redesign do Snapchat. A empresa reformulou o aplicativo para dar mais atenção a publicações patrocinadas, feitas por marcas, facilitando a publicação de conteúdo promovido ao mesmo tempo em que as publicações comuns e as chamadas Stories dos contatos e seguidos foram unidas em um só lugar.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O movimento gerou tristeza entre os usuários e já é visto como um tiro que saiu pela culatra – voltado para aumentar o engajamento e, principalmente, o destaque das publicações pagas. Entretanto, o resultado foram petições com mais de um milhão de assinaturas para que o velho estilo voltasse, além, do que soa ainda pior, críticas claras de influenciadores que atraem milhões de pessoas para a rede social.

A celebridade terminou sua declaração afirmando que o Snapchat foi seu "primeiro amor" e que ainda adorava o aplicativo. Entretanto, o estrago já estava feito, com a postagem inicial ultrapassando rapidamente a marca dos 55 mil retweets e 300 mil curtidas, enquanto respostas de fãs concordando com a afirmação se acumulavam. 

O tweet de Kylie Jenner ainda teve um efeito secundário negativo, quando bots de publicação de conteúdo, que tentam passar como oficiais, começaram a publicar mensagens falsas. Na medida em que a mensagem da celebridade ganhava o noticiário, surgiam perfis com nomes semelhantes e a mesma imagem de exibição, prometendo “um presente” para os fãs.

O link postado, entretanto, levava os usuários a sites falsos, onde malwares poderiam ser baixados para seus computadores. A promessa, como normalmente acontece, era de software que prometiam mais segurança, justamente, contra os malwares que tais perfis falsos estavam tentando propagar.

O Snapchat não respondeu diretamente à publicação de Jenner, mas, nesta semana, respondeu aos pedidos dos usuários que ficaram desagradados com as mudanças. Segundo a empresa, é de se entender que uma alteração desse tipo cause estranheza, mas as mudanças são “apenas o começo” de um processo que deve tornar o serviço melhor e mais relevante para todos.

A negatividade vista ao longo do dia se manteve após o fechamento do pregão, quando as ações do Snapchat permaneceram com ligeira queda, de 0,06%. Os papéis da empresa, no momento em que essa reportagem é escrita, valem US$ 17,51 cada.

Fonte: The Guardian

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.