Reddit também foi alvo de manipulação russa para eleições de 2016 nos EUA

Por Felipe Demartini | 06 de Março de 2018 às 10h51

O Reddit admitiu nesta semana ter sido alvo de operações de manipulação de informações por agentes russos durante as eleições presidenciais de 2016. Em comunicado oficial, a empresa disse ter localizado e apagado centenas de contas ligadas a esforços de desinformação e propaganda, em ação desde 2015, ainda nos primórdios da campanha que levou Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.

Apesar das exclusões anunciadas nesta semana, o Reddit disse que uma boa quantidade das contas já estava banida desde 2016. A onda de contas apagadas foi parte de uma investigação que durou meses, como uma iniciativa para impedir abusos e manipulação dos usuários da rede social.

O Reddit, entretanto, tinha permanecido calado desde que os primeiros indícios de influência russa sobre a campanha presidencial surgiram. Enquanto o foco dos inquéritos recaia, principalmente, sobre Twitter e Facebook, a rede social não comentava sobre o assunto, apesar de senadores e autoridades americanas afirmarem que outras plataformas também teriam sido alvo da campanha.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Um vazamento acabaria por mudar tudo. No início de março, documentos indicaram que uma das agências por trás dos esforços de desinformação havia usado servidores de proxy para mascarar o acesso de russos ao Reddit, de forma que eles posassem como americanos e criassem conteúdos a favor de Trump. Os materiais teriam recebido grande atenção, com centenas e, às vezes, milhares de votos positivos na plataforma, principalmente em fóruns favoráveis ao atual presidente.

Aqui, a rede social aponta um fato complexo: boa parte da proliferação das informações plantadas pelos russos foi realizada por usuários americanos. Mensagens publicadas no Twitter ou textos em sites ligados à campanha de manipulação, por exemplo, foram trazidos para o Reddit por cidadãos do país, não ligados diretamente aos esforços, mas que eram partidários das ideias ventiladas.

Entretanto, de acordo com as informações oficiais, a campanha russa não teria utilizado espaços publicitários convencionais para promover a manipulação. Segundo a empresa, a maioria dos anúncios russos irregulares estão relacionados a ofertas iniciais de moedas, por parte de startups suspeitas, ou tentativas de golpe digital, ambos sem relação alguma com a campanha presidencial.

Ao falar sobre o assunto, o CEO da rede social, Steve Huffman, disse que o silêncio do Reddit não significa que ela está deixando o assunto de lado, muito pelo contrário. O executivo disse que a empresa está auxiliando as autoridades na investigação sobre a manipulação de informações e, principalmente, os reflexos disso no resultado das eleições de 2016 – a falta de comentários decorre exatamente disso, de forma a não divulgar informações que possam prejudicar o andamento dos inquéritos.

Huffman ainda disse que a empresa continua trabalhando na remoção de contas que sejam identificadas como participantes da campanha de manipulação. O executivo afirmou que todas as propagandas adquiridas na plataforma são revisadas manualmente por uma equipe dedicada, de forma a impedir que os usuários sejam submetidos a atos dessa categoria – a atitude também serve para coibir tentativas de golpe, garantindo a idoneidade dos anunciantes.

Ainda assim, a mensagem final é que não há um meio fácil de garantir que campanhas desse tipo não existem mais. Ao finalizar o comunicado, Huffman afirma que cabe a jornalistas, cidadãos e usuários do Reddit o discernimento entre informações verdadeiras e falsas, uma vez que o banimento completo de iniciativas desse tipo, simplesmente, não é possível. O executivo acredita que o processo atual deve fortalecer a democracia e o bom senso dos americanos, de forma que ações desse tipo percam a eficácia cada vez mais.

Fonte: Reddit, The Guardian

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.