Páginas e perfis verificados também vão ganhar acesso ao Facebook Live no futuro

Por Redação | 13 de Agosto de 2015 às 10h13

O Facebook está realmente investindo pesado em vídeos — tanto que acaba de anunciar uma grande novidade para a rede social. Depois de lançar um serviço de transmissão ao vivo de conteúdo semelhante ao Periscope, mas apenas para celebridades, a empresa de Mark Zuckerberg diz que vai liberar o serviço para outras pessoas em breve.

Isso não quer dizer que qualquer um poderá fazer streaming ao vivo de coisas do cotidiano, já que a ideia dessa segunda fase é permitir que jornalistas e perfis verificados tenham acesso ao chamado Facebook Live. Apesar disso pouco influenciar o usuário comum em um primeiro momento, vale lembrar que a intenção inicial da empresa era manter a função restrita apenas a um grupo específico e agora vemos essa restrição ser afrouxada aos poucos.

Então isso significa que em breve qualquer pessoa vai poder transmitir seus vídeos ao vivo? Difícil dizer, já que nem mesmo o acesso a esses perfis verificados tem data para acontecer. Quando questionado sobre o assunto, tudo o que o Facebook disse é que isso vai acontecer "no futuro", sem especificar exatamente quando.

De acordo com o TechCrunch, levando em consideração a velocidade com a qual a rede social voltou atrás e tirou o Facebook Live apenas das celebridades, é possível imaginar que o recurso chegue a essa "casta" da internet antes do final do ano — no entanto, essa data é meramente especulativa.

O Facebook Live foi lançado oficialmente no último dia 5 de agosto e apenas para um grupo bem reduzido de páginas, a grande maioria delas de atores de cinema e cantores. A ideia é que esses perfis possam transmitir vídeos ao vivo e enviar esse conteúdo para o Feed de Notícias daquelas pessoas que acompanham suas páginas. Trata-se basicamente da mesma lógica utilizada pelo Periscope e pelo Meerkat.

A principal diferença do Live é que o alcance do Facebook é absurdamente maior. Além disso, ele se aproveita do uso das notificações para avisar os fãs de que está acontecendo um evento ao vivo naquele momento. Outro ponto de destaque é que a gravação é armazenada de verdade dentro da rede social e não desaparece dentro de um período de tempo, como acontece com os serviços rivais — o que pode ser a chave do sucesso, uma vez que isso é muito mais atraente para anunciantes do que um conteúdo temporário.

Por enquanto, as celebridades que se aproveitaram do novo recurso foram Dwayne "The Rock" Johnson, Serena Williams, Michael Bublé e Martha Steward, que interagiram com fãs, mostraram um pouco de sua vida longe dos holofotes e até fizeram alguns anúncios.

Apesar de o Facebook afirmar que essa restrição apenas a usuários VIPs se deu como uma forma de testar a novidade, uma vez que a plataforma ainda precisa ser aprimorada para um lançamento em larga escala, a verdade é que muita gente acredita em uma razão muito mais estratégica. Afinal, manter a função restrita a um grupo pequeno e extremamente popular não apenas promove algo que está por vir, como mostra a utilidade da ferramenta e ainda desperta o interesse em torno daquilo a partir de algo minimamente relevante.

Via: TechCrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.