O Facebook sabe muito mais a seu respeito do que você imagina

Por Redação | 27 de Março de 2013 às 15h05
photo_camera Sunday Telegraph

O Facebook está empenhado na sua missão de se tornar a plataforma de publicidade mais eficaz do mundo virtual, e para isso tem mostrado que está fazendo o dever de casa e estudando muito bem seus usuários, até mesmo fora da rede social.

A estratégia de publicidade segmentada da companhia de Mark Zuckerberg vai muito além das informações reveladas pelo próprio usuário no Facebook. Para que os anunciantes consigam atingir o público alvo de maneira eficiente, a rede social está buscando informações em fontes de dados externas para aprender mais sobre cada pessoa que utiliza sua plataforma. Dessa maneira, ela pretende fazer com que os usuários vejam apenas anúncios considerados relevantes para eles.

Leia também: Facebook lança nova ferramenta para anunciantes: indicação de perfis similares

Para conseguir atingir sua meta e agradar aos anunciantes, no final do último mês o Facebook anunciou parcerias com quatro empresas que fazem o trabalho de coleta de dados comportamentais lucrativos, operações de loja de cartões de fidelização, lista de e-mails de clientes e monitoramento de visitas a sites. Essas empresas são: Acxiom, Datalogix, Epsilon e BlueKai.

As parcerias podem ajudar uma montadora a personalizar um anúncio para um usuário interessado em um carro novo, por exemplo, explica o jornal. "Nosso objetivo é melhorar a relevância dos anúncios que as pessoas veem no Facebook e a eficácia das campanhas de marketing", disse Gokul Rajaram, diretor de produto para anúncios no Facebook.

Já para os usuários, essas mudanças no sistema de publicidade significam que eles não vão ver apenas propagandas baseadas no que eles "curtem" no Facebook, mas sim em suas tendências online e offline. Isso porque a empresa vai analisar o que eles gostam de comer, que tipo de roupa costumam usar, etc.

A rede será capaz de saber, por exemplo, que, se o usuário usa o seu cartão de fidelidade do supermercado para comprar refrigerante, ele pode se deparar com um anúncio da Coca-Cola quando fizer login no Facebook. Mas é importante destacar que nenhuma informação de identificação sobre os usuários será compartilhada com os anunciantes, já que os nomes de usuário e e-mails do Facebook serão criptografados e protegidos.

Fonte: The New York Times

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!