Facebook anuncia novo centro de informações e crava: mudança climática é real

Por Rubens Eishima | 16 de Setembro de 2020 às 07h30
Facebook
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Como se as evidências científicas não fossem suficientes para chegar a essa conclusão, o Facebook reconheceu que as mudanças climáticas em nosso planeta são reais. A afirmação abre o anúncio de um novo centro de informações lançado pela empresa, voltado para conscientizar o público dos efeitos da ação humana no clima do planeta e oferecer dados comprovados de instituições de pesquisa confiáveis.

A iniciativa faz parte das medidas adotadas pela rede social para combater a propagação de informações falsas, que conta com mais de 70 organizações de verificação ao redor do mundo. Fake news detectadas pela empresa são despriorizadas no algoritmo de exibição da rede e recebem um ícone de atenção, tanto no Facebook quanto no Instagram.

Central de informações do clima

O novo portal de dados do Facebook foi criado nos moldes da página que concentra notícias sobre a COVID-19. O objetivo é apresentar fatos e notícias relacionados ao clima, além de informar ações que cada um pode fazer para diminuir os impactos causados pelas mudanças climáticas.

A página conta com informações de organizações como o Painel Intragovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Unep), a NOAA (administração oceânica e atmosférica norte-americana), a Organização Meteorológica Mundial (WMO), o Serviço Meteorológico do Reino Unido e outros.

Segundo o Facebook, a nova central de informações será lançada na Alemanha, Estados Unidos, França e Reino Unido, com chegada a outros países “em breve”.

Emissões zero

Para não correr o risco de ouvir o clássico “falar é fácil”, a empresa anunciou também que ainda neste ano, as operações da empresa alcançarão emissão zero de carbono, com 100% da energia vinda de fontes renováveis. Além disso, a empresa divulgou que reduzirá neste ano (em comparação com os números de 2017) sua emissão de gases causadores do efeito estufa em 75%.

Ampliando o objetivo, o Facebook se comprometeu ainda a zerar a emissão de carbono em toda a sua cadeia de fornecedores até 2030. A meta inclui até mesmo fatores como viagens a trabalho e o deslocamento entre casa e o escritório.

De acordo com a rede social, o Facebook trabalhará em conjunto com seus colaboradores para reduzir a emissão de carbono, além de ajudar no desenvolvimento de novas tecnologias para capturar gases poluentes da atmosfera.

Fonte: Facebook (2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.