Messenger alcança WhatsApp e atinge marca de 1,2 bilhão de usuários mensais

Por Redação | 12.04.2017 às 15:59

O bate-papo do Facebook foi um dos grandes responsáveis por matar tradicionais serviços de mensagens, com o Windows Live Messenger. Aos poucos, o sucesso do chat dentro da rede social ganhou um voo solo e se tornou o Messenger, um aplicativo com versão para as principais plataformas da atualidade e que oferece muitos recursos além da troca de mensagens.

Agora, em abril de 2017, o serviço lançado oficialmente em agosto de 2011 ultrapassa a marca de 1,2 bilhão de usuários mensais, alcançado assim a marca batida pelo WhatsApp em janeiro deste ano (segundo o Statista). O anúncio dos números impressionantes foi feito pelo diretor do Messenger David Marcus em postagem no Facebook.

“Nós agora temos mais de 1,2 bilhão de pessoas usando o Messenger ativamente a cada mês. E eu continuo ouvindo histórias poderosas sobre como o nosso produto está ganhando mais importância no cotidiano de vocês”, anuncia o executivo. “Então, em nome de todos nós aqui do Messenger, um muito obrigado sincero para todos vocês, por nos darem a chance de criar algo bom e mais significativo.”

Um sucesso justificado

Apesar de muita gente ter torcido o nariz quando o Messenger foi “separado” do Facebook nos dispositivos mobile, seu sucesso é inegável e justificado. A plataforma funciona como a primeira e talvez mais eficiente maneira de conversar com seus amigos da rede social, inclusive aqueles que você não tem intimidade o suficiente para ter o seu número de telefone na agenda.

Além disso, o Messenger se destaca também por oferecer uma experiência interativa e diversificada. Quem usa o app se diverte com stickers, GIFs animados, desenhos, jogos, videochamadas e muito mais. Sem dúvida, quando o assunto é variedade de recursos, o Messenger dá um banho inclusive no WhatsApp, seu rival e “coirmão”, digamos assim.

Recentemente, o serviço ganhou uma função estilo Snapchat (assim como todos os demais serviços do Facebook) e também aprimorou as suas ferramentas de videochamadas. Agora é possível fazer isso em grupo e combinando vários elementos gráficos na tela.

Bots e assistente pessoal

Sistemas de aprendizado de máquina e inteligência artificial também contribuem para incrementar a experiência no Messenger. Além dos bots, que realizam as mais variadas tarefas, o Facebook está implementando a M, uma assistente pessoal virtual que vai funcionar de dentro da plataforma de comunicação.

Enfim, uma coleção de recursos avançados que justificam o sucesso do Messenger, que desponta hoje como um dos principais aplicativos de mensagens do mundo.

Fonte: David Marcus/Facebook