Live no Instagram leva a prisão de fugitivo nos Estados Unidos

Por Redação | 20 de Setembro de 2017 às 12h52

Uma transmissão ao vivo, realizada pelo Instagram, levou à prisão de um fugitivo que fazia parte da lista dos dez mais procurados do estado do Texas, nos Estados Unidos. Christopher Ricardo Gonzalez, de 18 anos, foi capturado na madrugada desta terça-feira (19) depois que detetives obtiveram sua localização a partir de uma live realizada na plataforma.

No vídeo, ele aparecia ostentando armas e desafiando as autoridades. Detetives da cidade de Dallas, que estavam em seu encalço, tomaram conhecimento da transmissão ao vivo e compartilharam sua localização com a polícia da cidade de Los Angeles, na Califórnia. O criminoso ainda tentou fugir, de carro, mas acabou colidindo com um poste e foi preso com a ajuda de cães policiais.

As informações oficiais indicam a cooperação do próprio Instagram na captura. Isso porque, em sua publicação sobre a captura, a polícia de Dallas fala sobre o compartilhamento de informações de GPS com os oficiais de Los Angeles, dados que não estão à disposição de usuários comuns da rede social. Apesar de já ter afirmado que coopera sempre que possível com as autoridades, o Instagram não se pronunciou sobre este caso específico.

Gonzalez fazia parte de uma gangue de criminosos que já realizou diversos crimes no estado do Texas, além de entrar em constante conflito com bandos rivais. Ele era procurado pelo assassinado de um homem, além de outras tentativas de homicídio, assalto à mão armada e envolvimento com o crime organizado.

O vídeo usado na captura do acusado, entretanto, não foi divulgado. Ele ficou disponível na rede social durante 24 horas, sendo deletado automaticamente depois disso, como acontece por padrão. A polícia disse estar de posse das imagens, que não foram reveladas por fazerem parte de uma investigação que corre em segredo de justiça.

Trata-se da segunda vez, que se tem notícia, que a polícia da Califórnia realiza prisões com base em transmissões feitas pelo Instagram. Em julho, uma jovem de 18 anos transmitiu ao vivo um acidente de trânsito que ocasionou na morte da própria irmã, que não estava usando o cinto de segurança. Ela foi presa por estar dirigindo alcoolizada e é acusada de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

Fonte: The Los Angeles Times

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!