Siga o @canaltech no instagram

LinkedIn lança programa que transforma universitários em embaixadores da rede

Por Rafael Arbulu | 02 de Outubro de 2018 às 11h47
Divulgação
Tudo sobre

LinkedIn

Saiba tudo sobre LinkedIn

Ver mais

O LinkedIn anunciou nesta segunda-feira (1º) a chegada do LinkedIn Campus Editor, programa voltado ao público universitário que teve seu início há cinco anos nos EUA e, pela primeira vez, vem ao Brasil para incentivar a participação dos estudantes do ensino superior na criação e compartilhamento de conteúdo. Usuários de destaque serão nomeados pela rede como “editores” dos campi de suas respectivas instituições, bem como ganharão acesso aos recursos pagos da rede, o LinkedIn Premium e o LinkedIn Learning. O programa terá seu início no final deste ano.

A rede diz que “como um Campus Editor, o estudante estará próximo aos editores do LinkedIn, com uma visão privilegiada de como a criação de conteúdo acontece em escala na plataforma”. Ela ainda indica que textos selecionados serão promovidos dentro dos canais internos do LinkedIn, além de contar com a curadoria dos editores das áreas de conteúdo da empresa.

“Estamos procurando rockstars dentro das universidades que irão descobrir, criar, nutrir e compilar pontos de vista dos estudantes”, afirma Guilherme Odri, editor do LinkedIn e responsável pelo Campus Editor no Brasil. Segundo números divulgados pela rede social, o programa já nomeou mais de 200 estudantes em diversas universidades dos EUA. Para participar do programa, os interessados precisam estar matriculados em uma universidade em cursos de graduação, ter formação prevista para dezembro de 2019 ou mais e possuir uma conta no LinkedIn. Os estudantes também precisam preencher, até o dia 26 de outubro, um formulário de inscrição e postar um vídeo ou artigo no LinkedIn explicando por que desejam fazer parte do Campus Editor.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
LinkedIn traz programa que aproxima a rede de universitários ao selecionar um "editor de campus" e dar acesso a recursos pagos da plataforma

Proximidade com a educação

O programa LinkedIn Campus Editor reforça o relacionamento da rede social com as universidades e entidades de educação superior brasileiras que já vem sendo promovido desde o início do segundo semestre.

Em agosto, o diretor sênior da rede social de networking para a América Latina e funcionário mais antigo do LinkedIn no Brasil, Milton Beck, anunciou a chegada da plataforma Lynda.com ao país com 82 cursos online totalmente em português. A plataforma é parte integral do LinkedIn Learning, o qual, presume-se, terá acesso disponibilizado aos editores universitários selecionados pela rede.

O Lynda.com já estava disponível em 15 países e tem cerca de 15 mil cursos online, dos mais variados tipos: há videoaulas para o aprendizado técnico (como excelências em softwares específicos), mas também para as chamadas soft skills — graduações voltadas a áreas comportamentais e processuais, como Marketing de Conteúdo, SEO e Redação Publicitária. Ao se inscrever e concluir um curso, o usuário ganhará um certificado a ser exibido em seu perfil no LinkedIn.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.