Lifestage, aplicativo do Facebook para adolescentes, é descontinuado

Por Redação | 09 de Agosto de 2017 às 12h19

Parece que o momento do Facebook é de rever projetos — e encerrar alguns deles. Um dia depois de anunciar que o Groups, aplicativo voltado para o uso dos grupos da rede social, será descontinuado, a empresa de Mark Zuckerberg silenciosamente retirou das lojas o Lifestage.

Lançado há menos de um ano, o Lifestage era um aplicativo voltado para adolescentes — quem tinha mais de 21 anos não podia nem ao menos usá-lo. A ideia era compartilhar com seus colegas de escola as coisas que você gosta (ou não) usando fotos e vídeos.

O aplicativo foi criado pelo gerente de produtos Michael Sayman (ele mesmo tem 20 anos de idade) como forma de resgatar o espírito de se conectar aos amigos de escola dos primeiros anos do Facebook e uni-lo à tendência atual de usar fotos e vídeos curtos e divertidos com filtros, máscaras e emojis.

Screenshot do aplicativo Lifestage

Se você pensou no Snapchat ao ler isso, acertou: o app era justamente uma forma de concorrer com ele. No entanto quem acabou se provando mais efetivo nessa guerra foi o Instagram, com o Stories. O Lifestage também tinha um quê de Tinder, com deslizes para direita e esquerda para curtir ou descurtir publicações dos amigos.

Não era preciso nem mesmo ter conta no Facebook para usar o Lifestage, mas isso não foi suficiente para fazer o aplicativo emplacar: como nota o SlashGear, os números de downloads dele nunca foram significativos, ficando muito abaixo do que a empresa esperava. Nos últimos meses, nem mesmo atualizado ele foi, o que já era um forte indício de que seria abandonado. 

“Os adolescentes continuam sendo uma parte importante da comunidade do Facebook, e nós aprendemos muito com o Lifestage”, disse um porta-voz da empresa ao Business Insider. “Continuaremos incorporando esses recursos desenvolvidos com esse aprendizado ao app principal do Facebook.”

Fonte: SlashGear, Business Insider