Japonês cria extensão que mascara seu Twitter com a cara do Slack

Por Wagner Wakka | 22 de Novembro de 2018 às 20h55
Captura/Twitter

Sempre que há restrições, a natureza dá seu jeito de contorná-las. Não é diferente com a internet. Um grupo de desenvolvedores japoneses criou uma extensão do Chrome que vai elevar o nível de como você pode fingir que está trabalhando. O programa faz com que a sua timeline do Twitter se transforme e fique com a exata cara do Slack para que ninguém perceba que você está na rede social no trabalho.

O projeto foi criado por um japonês, cujo apelido é Chanchii, em pouco mais de uma hora e meia de produção. A ideia é ajudar pessoas que são preguiçosas a alcançarem seus objetivos de não trabalhar durante o período de serviço.

Assim, quando a extensão está ligada, todos tweets aparecem em lista como se fosse uma conversa do Slack. Como este programa é um dos mais utilizados para organizações de grupos de trabalho, é bem possível que o usuário consiga enganar quem quer que o esteja vigiando.

Ele permite que o usuário não somente veja a timeline, bem como interaja e curta as postagens exatamente da mesma forma como é feito no Slack. Assim, de longe é quase impossível perceber que se trata da rede social.

Claro que Chanchii diz que usa isso como uma brincadeira, apenas uma diversão para que ele treine suas habilidades como desenvolvedor. Contudo, caso você queira instalar uma versão deste programa em seu Google Chrome, ainda vai ter que esperar. O desenvolvedor soltou apenas um teaser em seu Twitter, como forma de mostrar a brincadeira para amigos. Ou seja, ainda não está disponível na plataforma.

Ele acredita que deve lançar ainda este ano, já que precisa fazer alguns pequenos ajustes, ainda. Outra questão é que a plataforma só funciona por enquanto em japonês, sendo que ele está trabalhando em uma versão com conteúdo em inglês também para lançar este ano.

Até lá, quem não pode consultar as redes sociais no trabalho vai ter que esperar mais um pouco para checar seus tweets em horário comercial.

Fonte: The Next Web

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.