James Woods está processando usuário do Twitter

Por Redação | 31 de Julho de 2015 às 18h01

Um processo inusitado está sendo movido na justiça dos Estados Unidos pelo ator James Woods contra um usuário do Twitter. O ator, de filmes como “Cassino” e “Era Uma Vez na América”, afirma que o perfil Abe List, já deletado, foi responsável por uma grande campanha para denegrir sua reputação na internet, um dano pelo qual ele pede US$ 10 milhões em reparação.

De acordo com os advogados do artista, os problemas começaram em dezembro de 2014, quando a conta começou a se referir a ele com adjetivos nada agradáveis como “ridículo”, “escória”, “palhaço” e “cretino”. A coisa escalou de vez, porém, cerca de seis meses depois, quando Abe List fez uma referência ao personagem de Woods em “Era Uma Vez na América”, afirmando que, assim como no longa, o ator era um viciado em cocaína e fazia uso constante da droga.

Além disso, a defesa do ator afirma que o perfil maculou de forma irreparável o bom nome de Woods, além de incorrer diversas vezes em invasão de privacidade e calúnia. É o caso, por exemplo, da afirmação sobre os narcóticos, que o artista negou veementemente e, inclusive, disse que o responsável pela conta não teria razão alguma para afirmar isso.

Por conta de todo o dano, ele pede um montante considerado bastante alto. Além disso, o processo tem como ambição criar um precedente para que outras celebridades e figuras públicas possam fazer o mesmo, de forma que o anonimato da internet e a suposta proteção que o usuário sente ao estar atrás da tela não sejam uma indicação de que ele pode fazer e falar o que quiser na rede.

O nome do responsável pelo tal Abe List não foi revelado, ou seja, o processo, além da reparação em si, também vai exigir uma investigação e a entrega de dados pelo próprio Twitter para que o usuário até agora anônimo possa ser identificado. A ação corre na Corte Superior de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Os trabalhos mais recentes de James Woods foram “O Ataque”, onde aparece ao lado de Channing Tatum, e Jamie Foxx, além da série de TV “Ray Donovan” e do longa “Jamesy Boy”, ambos ainda inéditos no Brasil.

Fonte: Business Insider

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.