Instagram deve superar Twitter e Google em termos de receita de anúncios nos EUA

Por Redação | 27 de Julho de 2015 às 19h05

O Instagram, a rede social de imagens com mais de 300 milhões de usuários ativos mensalmente, pode gerar mais de US$ 595 milhões em receita de publicidade este ano, de acordo com o eMarketer, uma empresa especializada em pesquisas que envolvem o mercado digital.

Em abril deste ano, a rede de compartilhamento de fotos e vídeos do Facebook começou a veicular anúncios publicitários em seus feeds. As predições do eMarketer mostram que a expansão do Instagram pode fazer com que a ferramenta alcance números superiores aos do Twitter e Google em termos de receitas de publicidade nos Estados Unidos até 2017.

Embora o Instagram seja capaz de atingir resultados bastante expressivos, o Google ainda deverá dominar o mercado global de publicidade mobile, visto que a maior parte do dinheiro é gerada através de anúncios de busca. Em apenas dois anos, o Instagram deve bater US$ 2,81 bilhões, o que representaria cerca de 10% das receitas de publicidade do Facebook em 2017.

Para se ter uma ideia, a receita de anúncios deste ano do aplicativo móvel deve totalizar 3,7% da receita do Facebook, sendo que a estimativa para 2016 é de que esse número chegue a 7,1%, registrando US$ 1,48 bilhão. "O lançamento de novos recursos ao longo dos próximos meses significa que até o final deste ano o Instagram terá uma série de novos produtos publicitários à disposição de anunciantes grandes e pequenos", destacou Debra Aho Williamson, analista da eMarketer.

Ainda que o Brasil seja a segunda maior comunidade de Instagram do mundo, cerca de 95% dos anúncios da plataforma são feitos nos Estados Unidos, o país que também está no topo do ranking em número de usuários, contabilizando 64,2 milhões de pessoas. Estima-se que a rede vai conseguir manter 111,6 milhões de utilizadores ativos em 2019, somente nos Estados Unidos.

Via: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.