Google começa a remover links para perfis do Google+ de seus serviços

Por Redação | 02.06.2015 às 08:13
photo_camera Divulgação

O Google bem que tenta, mas muita gente já dá como certa a morte do Google+. Agora, surge mais um indício de que não deve demorar muito tempo até que a rede social da gigante das buscas seja descontinuada, ou pelo menos fique ainda mais esquecida pelos usuários. Isso porque os links que direcionam os internautas à plataforma começaram a desaparecer dos serviços da gigante das buscas.

A mudança já pode ser notada na versão norte-americana do Google, mas não aqui no Brasil. Acontece o seguinte: antes, toda vez que você acessava os serviços da empresa, seu nome aparecia no canto superior direito com o botão de "+", indicando que, ao clicar naquele link, você seria direcionado ao seu perfil no Google+. Só que há alguns dias isso mudou e, desde então, é exibido apenas o nome, sem o sinal de mais.

Como informam alguns sites internacionais, a medida já afeta diretamente serviços como Gmail, buscas e até o próprio Google+, que não mostram mais o "+[seu nome]" para acessar seu perfil na rede social. No entanto, vale lembrar que isso não significa o fim da sua conta na plataforma: para visualizá-la, você agora deve clicar na grade de aplicativos que aparece próxima ao seu nome, que exibirá, entre outras ferramentas, um ícone com o link para seu perfil.

Veja abaixo o que muda. A primeira seta indica como a página de buscas está agora, enquanto a segunda mostra como os usuários deverão fazer para visualizar o link para seus perfis no Google+:

Google+

(Foto: 9to5Google)

Ainda é incerto dizer quando ou se o Google+ de fato deixará de existir. Na semana passada, durante a conferência Google I/O 2015, Bradley Horowitz, que lidera a equipe por trás da rede social, disse que a plataforma não está morta e que, "na verdade, agora ele tem mais sinais de que está vivo do que teve algum tempo atrás".

A questão é: como ficará o serviço? Sabemos que muitas de suas principais funções foram desmembradas para programas independentes. Um é o Google Stream, que reúne os recursos mais básicos do site, e o outro é o Google Photos, um serviço que permite fazer backup ilimitado de todas as fotografias armazenadas nos seus dispositivos (PC, tablet, smartphone). Mais detalhes do programa de imagens você conhece neste link.

Segundo desenvolvedores, o Google+ tentou pegar carona no sucesso do Facebook e falhou. A proposta inicial era oferecer uma alternativa à rede social de Mark Zuckerberg, mas que, no final das contas, acabou sem grandes diferenciais e complexa demais para ser utilizada. Por isso, os internautas não viram motivo para trocar o Facebook pela plataforma do Google, uma vez que ele já oferecia aquilo que precisavam.

Fontes: 9to5Google, VentureBeat