Gerente de investimentos do Twitter está deixando a empresa

Por Redação | 09.09.2015 às 13:08
photo_camera Divulgação

Parece que a dança das cadeiras no Twitter está longe de chegar ao fim. Ainda sem um CEO permanente, a rede social passa agora por mais um momento de transição com a saída de Mike Gupta, uma espécie de “gerente de investimentos” da empresa, que a deixa para assumir cargo de diretor financeiro na Docker. A companhia oferece soluções de código aberto para criação de aplicações dentro de contêineres de software.

Com três anos na empresa do passarinho, o executivo foi um dos responsáveis por sua abertura de capital, quando ainda era CFO. Em 2014, ele deixou a posição para liderar o Twitter Ventures, o braço de investimentos e aquisição de companhias da rede social, onde era um dos responsáveis por muitas das tecnologias que a empresa anunciou nos últimos tempos.

Não se sabe ao certo os motivos que levaram à saída, mas ela parece ter ocorrido sem problemas. Pela própria rede social, Gupta se despediu da empresa e agradeceu pelos três anos de trabalho, além de receber as congratulações de Anthony Noto, o atual diretor financeiro da empresa.

Mesmo assim, a saída do executivo teve seu efeito no valor de mercado do Twitter, cujas ações caíram 3,3% após o anúncio. Trata-se de mais um patamar negativo para uma companhia que, desde junho, já vê uma redução de mais de 25% no preço de suas cotas, enquanto enfrenta análises pouco favoráveis de especialistas.

A noção geral é de que a abertura no capital da rede social foi prematura. Agora, ela enfrenta dificuldades para se monetizar, ganhar novos usuários e manter ativos aqueles que já estão no Twitter. Além disso, a ausência de um CEO, com o co-fundador Jack Dorsey atuando há meses como diretor interino, não ajuda muito a criar uma noção de estabilidade e visão, o que acaba aumentando ainda mais os temores de investidores e analistas de mercado.

Fontes: Docker, Business Insider