Facebook vai remover indicação de fake news em textos compartilhados

Por Redação | 21 de Dezembro de 2017 às 11h49
photo_camera público
TUDO SOBRE

Facebook

O tiro saiu pela culatra. Foi essa a percepção do Facebook ao anunciar, nesta quinta-feira (21), que vai remover a indicação de fake news dos textos compartilhados na rede social. Tudo porque, em vez de afastar os usuários das informações falsas, tal recurso serviu para intensificar ainda mais as discussões e contribuiu para um compartilhamento ainda maior dos textos.

Segundo a empresa, são duas as questões envolvidas aqui. Na primeira, a colocação de uma bandeira vermelha e uma indicação forte fez com que mais gente prestasse atenção em uma determinada publicação. A segunda tem a ver com o fato de que, ao serem avisados desta maneira que sua opinião, principalmente política, pode ser equivocada, os usuários tenderam a realizar mais e mais compartilhamentos e se afundarem ainda mais em tais conceitos.

Com isso, não apenas informações falsas e mentiras ganharam ainda mais destaque, mas o próprio Facebook também foi acusado de atuar com um viés político. Para a rede social, ficou claro que apontar os erros desta maneira não foi a melhor das atitudes, pois, ao mesmo tempo em que essa iniciativa falhava miseravelmente, outra triunfava, com a exibição de contexto ao lado dos compartilhamentos tendo um efeito melhor sobre o comportamento dos utilizadores.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Esse contraste foi um dos motivos que levou o Facebook a abandonar a indicação de fake news, atualmente disponível apenas em algumas versões internacionais da plataforma, e focar mais no sistema de links relacionados. A ideia da empresa, agora, é dar mais informações aos usuários, indicando, por meio de ligações com fontes reconhecidas, agências de checagem de dados e outros métodos, o caminho para as notícias verdadeiras.

Dados numéricos não foram divulgados, mas, de acordo com o Facebook, enquanto os cliques nos artigos mentirosos quase não foram afetados pelo recurso, caiu significativamente o compartilhamento de fake news. E isso, para a rede social, já é uma vitória em uma de suas principais empreitadas deste ano: criar um ambiente saudável para discussão e proliferação de informações e não uma bolha de manipulação de opinião.

A indicação de fake news, entretanto, é a única iniciativa que está morrendo. Além dos links relacionados, o Facebook pretende continuar utilizando outros meios já anunciados, como as parcerias com empresas de checagem de fatos e os alertas a usuários que tenham compartilhado notícias que, mais tarde, foram comprovadas como falsas - isso, claro, sempre acompanhando um contexto.

Fonte: Facebook

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.