Facebook vai impedir edição de links para evitar clickbaits e notícias falsas

Por Redação | 19 de Julho de 2017 às 12h50

Os tempos do clickbait parecem cada vez mais contados no Facebok. Em mais um esforço para reduzir o compartilhamento de notícias falsas ou links que prometem muito, mas entregam pouco, a rede social anunciou que vai restringir a capacidade de edição de imagens, manchetes e subtítulos de artigos compartilhados pelas páginas.

Até agora, todo link enviado no Facebook poderia ser editado, com o sistema permitindo, por exemplo, que a chamada ou a imagem de exibição fosse alterada para melhor adequação ao público da rede social. O problema é que, como tudo no mundo digital, essa possibilidade acabou sendo abusada por sites, que criavam manchetes dedicadas apenas a chamar cliques e compartilhamentos, sem a existência de uma informação real ou relevante como o título apontava.

A medida é mais um dos esforços do Facebook para acabar com a disseminação de notícias e informações falsas na plataforma. Para a rede social, o uso de manchetes sensacionalistas é tão danoso quanto a propagação de mentiras, e sendo assim, os compartilhamentos passarão a ser mais coordenados com o conteúdo real, de forma a impedir que conteúdos assim ganhem uma importância que não deveriam ter.

Segundo a empresa, a possibilidade de edição será desabilitada no dia 12 de setembro. Até lá, criadores de conteúdo e administradores de páginas podem pedir para serem deixados de fora da regra, algo que será avaliado caso a caso e de acordo com os algoritmos de qualidade das publicações de uma determinada página. Os parceiros da plataforma, claro, terão prioridade, já que usam a própria infraestrutura da rede social para publicarem seus artigos.

Quando isso for possível, uma nova opção será adicionada à tela de “Ferramentas de publicação”, no painel de controle das páginas. É por lá que os usuários poderão solicitar a não aplicação das novas regras, mantendo sua capacidade de edição de links para postagem na rede social. Não existe data, entretanto, para que isso aconteça.

Fonte: Facebook

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.