Facebook vai exibir mais contexto sobre links compartilhados na rede

Por Redação | 05 de Outubro de 2017 às 14h12
photo_camera Divulgação

Em mais uma medida para conter a disseminação de boatos, fake news e outras informações falsas, o Facebook iniciou uma série de testes com um menu de contexto para links compartilhados. Ao toque de um botão, os usuários passarão a ter acesso a mais informações sobre as notícias publicadas na rede social, com acesso, por exemplo, às páginas oficiais dos criadores de conteúdo e também outros textos sobre o mesmo tópico.

A funcionalidade faz parte de uma iniciativa chamada “Projeto Facebook de Jornalismo”, em inglês, que conta com a participação de diversos veículos de mídia de todo o mundo, além do feedback da comunidade. A ideia é criar um repositório de fontes confiáveis e outras nem tanto, dando mais opções aos usuários na hora de usar a rede social para se informar e também indicando, de forma mais fácil, quando aquela informação pode não ser das mais fieis à realidade.

Nos testes, disponíveis apenas para usuários dos Estados Unidos e nas versões mobile do Facebook para iOS e Android, as informações adicionais podem ser retiradas de diversas fontes. Os links exibidos podem ser da Wikipedia, com informações gerais sobre o tópico abordado, ou de outros veículos de mídia, além de conteúdos relacionados que possam ser publicados por páginas ou sites fora da rede social.

Por outro lado, quando mais informações não estiverem disponíveis, o usuário também será alertado sobre isso. Essa possibilidade pode significar tanto que ele está diante de um furo jornalístico, ou seja, uma notícia que ainda não foi divulgada por ninguém, ou de um texto inventado. Nesse caso, a ausência de informações de contexto – como a reputação do criador de conteúdo, por exemplo – provavelmente será uma indicação da segunda hipótese.

Pelo menos nessa etapa inicial, a quantidade de contexto encontrado – ou a ausência completa dele – não deve interferir no alcance das páginas. Por outro lado, o Facebook já falou mais de uma vez em reduzir a influência de propagadores notórios de fake news, como forma de tornar a rede social um ambiente mais seguro e confiável para a propagação de informações.

Além disso, a empresa afirma que a dinâmica atual também representa o primeiro passo e que continuará colhendo o feedback de usuários e veículos de mídia para incrementar ainda mais as funções. Ainda, o Facebook disse estar realizando atualizações constantes em seu guia de melhores práticas com base nesse retorno, de forma a garantir que os criadores de bom conteúdo continuem relevantes, enquanto aqueles que não se encaixam nessa categoria atinjam cada vez menos gente.

Fonte: Facebook

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.