Siga o @canaltech no instagram

Facebook vai capacitar empreendedores de favelas do Rio de Janeiro

Por Redação | 10 de Novembro de 2015 às 16h10
Divulgação
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Depois de lançar na comunidade de Heliópolis, em São Paulo, um projeto para ajudar os moradores a alavancar seus negócios, o Facebook agora leva uma iniciativa semelhante ao Rio de Janeiro. São dois conceitos que visam oferecer capacitação para pequenos e médios empresários das favelas cariocas.

O primeiro deles é a "Facekombi", uma central de treinamento móvel instalada em uma kombi que vai oferecer capacitação para os moradores, incentivando a economia criativa e mostrando o potencial do Facebook para geração de vendas e emprego. Entre dezembro de 2015 e julho de 2016, o veículo vai percorrer dez comunidades: Morro do Dendê, Chapadão, Vila Aliança, Cidade de Deus, Rocinha, Acari, Complexo da Pedreira, Vila Vintém, Vidigal e Complexo Alemão.

A Facekombi também vai levar sessões de treinamento em como utilizar o Facebook para negócios (com dicas de conteúdo criativo, criação de páginas e a utilização de vídeos), e permitirá que os moradores se registrem para os cursos na sede da Central Única das Favelas (CUFA), com quem a empresa fechou uma parceria. Cada sessão de treinamento vai incluir ainda a performance de artistas das próprias favelas.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já o segundo projeto é a instalação de um laboratório de inovação na sede da CUFA. Neste local, empreendedores das favelas serão treinados em como utilizar o Facebook para desenvolver seus negócios. O laboratório também terá aulas desenvolvidas em parceria com a Universidade Estácio para ensinar as melhores práticas para gerar resultados com a plataforma, assim como noções de privacidade e segurança para os empreendedores. Os cursos vão começar em dezembro, em Madureira.

Haverá ainda uma maratona de empreendedorismo, na qual os moradores poderão a uma premiação que escolherá as três melhores utilizações das ferramentas do Facebook para negócios nas categorias "Economia Criativa", "Comércio e Serviços", "Empregabilidade" e "Impacto Social".

Segundo a rede social, o objetivo é fazer com que, através da internet, as pessoas consigam aproveitar as oportunidades de negócio, principalmente aquelas que serão trazidas pelos Jogos Olímpicos Rio 2016. Para o Facebook, o evento esportivo vai trazer uma enorme chance para pequenos e médios empeendedores do Rio de Janeiro.

"Pequenos e médios negócios são um dos principais fatores de crescimento econômico do Brasil e observamos que estes empreendedores utilizam a tecnologia sempre de forma muito criativa. Em parceria com a CUFA, vamos dar as ferramentas corretas para que eles possam aproveitar novas oportunidades e expandir seus negócios ainda mais", disse Patrick Hruby, diretor geral para Micro e Pequenas Empresas do Facebook para América Latina.

De acordo com uma pesquisa do Instituto Data Popular e comissionada pelo Facebook, mais de 60% dos moradores das favelas têm acesso à internet, e 92% deles estão no Facebook. Desses que estão conectados à web, 70% querem empreender, e enxergam em plataformas como o Facebook a ferramenta ideal para se conectar aos seus potenciais clientes. Além disso, o levantamento constatou que das 12 milhões de pessoas que moram nessas comunidades, 42% afirmaram que pretendem abrir um negócio próprio.

"Mesmo com todas as dificuldades do país, nunca se empreendeu tanto nas favelas como hoje. Portanto, essa parceria com o Facebook chega para complementar o desejo iminente dos favelados, compartilhando conhecimentos fundamentais e ferramentas indispensáveis para o sucesso dos seus negócios", afirma Celso Athayde, fundador da CUFA.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.