Facebook testa recurso contra discurso de ódio no feed de notícias antes da F8

Por Jessica Pinheiro | 01 de Maio de 2018 às 15h58
Tudo sobre

Facebook

Na manhã desta terça-feira (01), começou a circular um novo recurso no Facebook, que permite aos usuários relatarem mensagens contendo discurso de ódio com apenas um clique quando estas aparecerem em seu feed de notícias. Parece ótimo, certo? Bem, quase.

Acontece que a ferramenta parece ter sido aplicada em absolutamente toda a composição da rede social. Isso significa que todos os posts, inclusive os inofensivos estão sujeitos a serem denunciados também, e até mesmo anúncios parecem ter feito parte disso, por conta de um problema no filtro da ferramenta.

O recurso parece já ter sido retirado do ar, mas alguns internautas guardaram prints. Nas imagens, é possível ter uma noção melhor de como a ferramenta funciona: embaixo da publicação, aparece uma mensagem com a seguinte pergunta: “Este post contém discurso de ódio?”, dando a opção ao usuário de selecionar “Sim” ou “Não”.

Ao clicar em “Sim”, um usuário descobriu que três botões novos apareciam, rotulados como “Teste P1”, Teste P2” e “Teste P3”, o que forneceu indícios de que o recurso estava em fase de testes.

Mais tarde, em uma resposta ao Gizmondo, o Facebook alegou que este foi um “teste interno”, aplicado para que pudessem entender os diferentes tipos de discurso que existem, incluindo os que não são considerados de ódio. Resta saber se a ferramenta será utilizada pelos usuários, uma vez que pode haver uma má interpretação do que é considerado um conteúdo voltado ao ódio.

As diretrizes do Facebook em relação ao assunto dizem que não é permitido “conteúdo que ataca pessoas com base em sua raça real ou aparente, etnia, nacionalidade, religião, sexo, gênero ou identidade de gênero, orientação sexual, deficiência ou doença”.

O representante do Facebook ainda acrescentou que “um bug fez com que ele fosse lançado publicamente”, afirmando que a função está agora desativada.

Além dessa ferramenta, outros integrantes da rede social relataram ter visto lembretes emergindo, com mensagens do tipo “Se alguém estiver em perigo imediato, ligue para os serviços de emergência locais. Não espere”.

A conferência anual de desenvolvedores F8 já começou, e mais detalhes a respeito desta e de outras funcionalidades do Facebook – como a de votos semelhantes ao do Reddit, talvez – devem ser anunciadas em breve.

Fonte: Mashable, Gizmondo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.