Facebook quer os seus nudes, mas por uma boa causa

Por Redação | 08 de Novembro de 2017 às 10h09
TUDO SOBRE

Facebook

O revenge porn é um dos problemas sociais mais preocupantes que as novas tecnologias e mídias propiciaram. A prática de postar publicamente imagens íntimas após um término de relacionamento, sem o consentimento do ex-parceiro, gera grandes dores de cabeça em muita gente. 

Muitas empresas trabalham em soluções de segurança para evitar esse tipo de constrangimento público, porém uma delas está testando um método diferente que pode causar, a primeira vista, um certo receio. E estamos falando de ninguém menos do que o todo poderoso Facebook.

A rede social de Mark Zuckerberg quer impedir que você seja vítima de revenge porn recebendo os seus nudes. A ideia é que você possa enviar suas imagens íntimas para si próprio através do Messenger para que a rede social, através de inteligência artificial, crie uma identidade única para cada imagem, de forma que qualquer outra imagem que seja publicada e bata com as características do arquivo enviado seja bloqueada. 

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A iniciativa do Facebook tem parceria com uma agência do governo australiano, a e-Safety, criada, sobretudo, para atuar e manter a privacidade dos cidadãos daquele país em casos desse tipo. Qualquer pessoa que se sentir ameaçada pelo vazamento de imagens impróprias de forma não consensual pode acionar a agência e em seguida enviar suas imagens para o Messenger. O órgão então entrará em contato com a rede social e pedirá que imagens similares as que foram enviadas sejam bloqueadas tanto no Messenger quanto no Facebook e Instagram.

"Eles não estão armazenando a imagem, eles estão armazenando o link e usando inteligência artificial e outras tecnologias de correspondência de fotos", disse Julie Grant, assessor de imprensa do e-Safety. "Então, se alguém tentar carregar essa mesma imagem, que teria a mesma pegada digital, será impedido", explicou.

Fonte: Gadgets 360

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.