Facebook planeja integrar as mensagens do WhatsApp, Instagram e Messenger

Por Rafael Rodrigues da Silva | 25 de Janeiro de 2019 às 13h52
Influu
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Uma reportagem publicada na manhã desta sexta-feira (25) no jornal The New York Times pegou todo mundo de surpresa: o Facebook está trabalhando em um modo de integrar as mensagens entre o WhatsApp, o Facebook Messenger e o Instagram.

De acordo com a reportagem, cada um dos aplicativos continuaria a operar como já são hoje, de forma individual, mas que a infraestrutura de mensagens desses apps seria alterada de forma que você conseguiria mandar mensagem de qualquer um deles para qualquer outro dos apps da empresa, permitindo responder aquele contato profissional do WhatsApp sem precisar sair do Instagram ou alguma mensagem recebida pelo Messenger sem precisar sair do WhatsApp e abrir outro aplicativo. Além disso, todo esse ecossistema de mensagem seria adequado de acordo com o WhatsApp, o que significa que todos os três apps terão encriptação de ponta-a-ponta no envio de cada mensagem — um tipo de segurança que, hoje, é exclusiva das mensagens enviadas pelo WhatsApp.

O objetivo do Facebook parece ser aumentar o engajamento das pessoas com os produtos da marca e melhorar seus ganhos com anúncios, já que colocar todos os usuários dos três aplicativos utilizando um único sistema de mensagens aumentaria as cifras de engajamento que a empresa apresenta para seus anunciantes, garantindo um impulso justamente em um momento que o crescimento do número de usuários está desacelerando. Além disso, ao combinar os três aplicativos, o Facebook poderá se tornar a plataforma mais usada para o envio de mensagens, com chances de ultrapassar o iMessage da Apple e os serviços de mensagem da Google caso não haja um grande abandono de usuários.

Por enquanto, ainda não há nenhum cronograma para quando essa integração deverá acontecer, e é impossível dizer se esse é um plano da empresa para este ano ou para o futuro mais distante. Até o momento, o Facebook não se pronunciou sobre a reportagem, então não há como saber a posição oficial da empresa sobre o vazamento mas, de acordo com o Times, a iniciativa foi um dos principais motivos para que os fundadores do Instagram (Kevin Systrom e Mike Krieger) e do WhatsApp (Jan Koum e Brian Acton) abandonassem a empresa no ano passado.

Fonte: The New York Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.