Facebook oferece proteção especial para contas relacionadas às eleições dos EUA

Por Nathan Vieira | 21 de Outubro de 2019 às 21h50
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Nesta segunda-feira (21), a gigante das redes sociais anunciou um novo serviço projetado para proteger ainda mais as contas do Facebook afiliadas às campanhas eleitorais dos Estados Unidos. Apelidado de Facebook Protect, o programa almeja ajudar oficiais atuais ou futuros eleitos - juntamente com suas equipes - a seguir as melhores práticas de segurança cibernética e evitar invasões. A própria rede social em questão diz que o serviço está aberto a "candidatos, funcionários eleitos, departamentos e agências federais e estaduais e comitês do partido, além de seus funcionários".

A página de lançamento do programa de proteção explica o funcionamento: "Durante uma eleição, sabemos que certas pessoas, como candidatos, funcionários eleitos ou funcionários, podem ser alvo de maus atores nas plataformas de mídia social, incluindo Facebook e Instagram. As contas que enfrentam ameaças adicionais durante um ciclo eleitoral podem precisar de proteção adicional. Ajudaremos essas contas a adotar proteções de segurança mais fortes, como autenticação de dois fatores, e monitorar possíveis ameaças de hackers".

No comunicado que traz à tona o Facebook Project, a empresa ainda declara: "A inscrição neste programa voluntário nos ajudará a detectar mais rapidamente qualquer atividade potencialmente suspeita da conta, monitorando as tentativas de invasão da conta, como locais de login incomuns ou dispositivos não verificados. Se descobrirmos um ataque contra um indivíduo inscrito, poderemos revisar e proteger outras contas que estão inscritas em nosso programa e afiliadas à mesma campanha".

Facebook está fornecendo proteção a pessoas ligadas às eleições dos EUA, por meio do Facebook Project

A rede social ainda relata: "Além disso, todos os administradores de páginas das Páginas inscritas deverão passar pela autorização de publicação de páginas para garantir a segurança da página, independentemente de administradores de páginas individuais escolherem ou não se inscrever neste programa. Estamos constantemente procurando maneiras de ficar um passo à frente dos mal intencionados. Embora possamos nunca ser capazes de capturar todos, este programa é uma das várias etapas que estamos tomando para dificultar a ocorrência de comprometimentos na conta". Para se inscrever no Facebook Project, as contas elegíveis (cujos requisitos são determinados pelo Facebook) preenchem um formulário e seguem as etapas necessárias.

Para participar do programa de proteção, o administrador de uma página verificada por distintivo azul de uma campanha, escritório do governo, comitê do partido, departamento ou agência federal ou estadual envolvida nas eleições, ou outro indivíduo ou grupo envolvido nas eleições, deve preencher um formulário e adicionar outras pessoas da organização, escritório ou campanha que também gostaria de inscrever. Depois que o administrador da página preenche o formulário, cada indivíduo receberá um email com um link para realizar a inscrição. Eles precisarão clicar no link do e-mail e ativar a autenticação de dois fatores.

Por outro lado, se a página não tiver um selo azul, o administrador pode solicitar a verificação em links disponíveis no comunicado do Facebook Project. "Se sua conta atender aos padrões de verificação e sua página receber um selo de verificação azul, você poderá retornar a esta página para se inscrever e outras pessoas no programa. Se você não é o administrador da página do candidato ou da organização e deseja se inscrever neste programa, entre em contato com o administrador da página e solicite que eles iniciem o processo de inscrição", finaliza a equipe.

Fonte: Facebook via Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.