Facebook nega que está utilizando informações de localização dos usuários

Por Redação | 29 de Junho de 2016 às 19h10

O Facebook precisa se decidir sobre o que revela ao público. Recentemente, a rede social havia admitido que usava os dados de localização do aplicativo no celular para recomendar amigos para as pessoas. Essa revelação foi feita depois que diversos usuários começaram a reclamar que estavam recebendo indicações de amigos sem explicações razoáveis.

O problema é que agora o Facebook está dizendo que não está fazendo nada. Um porta-voz da empresa de Mark Zuckerberg disse que os dados de localização em si não indicam que duas pessoas podem ser amigas. "É por isso que a localização é apenas um dos fatores que levamos em consideração quando sugerimos 'pessoas que você pode conhecer'", disse o porta-voz. O grande número de reclamações foi o que fez o Facebook se pronunciar novamente sobre o assunto, e negar tudo o que eles haviam divulgado inicialmente.

A empresa afirma que fez um programa piloto para sugerir amigos com base em dados de localização, mas que a funcionalidade nunca foi à público. "Fizemos um pequeno teste em nível de metrópole para fazer um ranking sobre qual a melhor maneira de empregar dados de localização na função 'Pessoas que talvez você conhece', mas o teste já acabou. A duração dele foi de apenas quatro semanas no final de 2015", disse o porta-voz.

O portal Fusion, que fez a entrevista com o representante da empresa, especula que o Facebook pode estar observando os endereços de IP e redes wireless ao invés de utilizar dados de GPS ou de pacotes de dados mobile para fazer as recomendações. Recentemente, a companhia FTC processou uma empresa de publicidade mobile em US$ 4 milhões por utilizar informações de localização sem o consentimento dos usuários. Será que esse deve ser o mesmo caminho para o Facebook?

Via: BGR