Facebook Login ganha novas opções para ser mais seguro

Por Redação | 04.05.2015 às 13:14

Não é novidade que o Facebook Login é uma das alternativas mais práticas da atualidade para se cadastrar em serviços online – muitos usuários têm uma conta na rede social, e ao utilizá-la para acesso também a outras plataformas, não é preciso ficar memorizando senhas e e-mails de acesso. Agora, essa função ganhou novas configurações para se tornar mais segura e proteger a privacidade dos usuários.

Agora, por exemplo, é possível escolher exatamente quais informações de seu perfil serão acessadas pelas plataformas nas quais se está fazendo login. Faz sentido, por exemplo, que um serviço de música dê uma olhada nas páginas que o usuário curtiu para realizar recomendações, mas o que ele quer com as imagens publicadas em seus álbuns? É com esse tipo de ideia que a rede social deseja acabar, dando o controle aos usuários sobre o que poderá ser visualizado ou não.

Além disso, outra boa notícia é a inclusão de um sistema de login anônimo, que permite a utilização das credenciais da rede social, mas sem que dado algum seja compartilhado. Certas plataformas, como as que dependem de informações dos usuários, podem não funcionar direito com a funcionalidade – e foi justamente por isso que o Facebook decidiu anunciar as mudanças com um ano de antecedência, e dar um longo prazo para que todos os envolvidos fizessem as adaptações para tornar a experiência o mais funcional possível.

Anunciada há um ano, durante a conferência F8 2014, voltada para os desenvolvedores de aplicativos, a novidade começou a ser aplicada na última semana pela rede social. Isso se deve a um fato simples: enquanto o próprio Facebook trabalhava nas mudanças, quem gerencia apps também teria acesso às novidades e deveria adequar suas soluções para isso. O prazo para ambos acabou no dia 30 de abril, quando a empresa colocou as novidades no ar.

Todas as configurações podem ser modificadas a qualquer momento pelo usuário – um login anônimo, por exemplo, pode se transformar em um convencional caso ele assim deseje, assim como pode modificar as informações compartilhadas. Isso não acontece, porém, de maneira retroativa. Como o Facebook não tem acesso aos servidores de terceiros, mudar o que é acessado por eles só surte efeito a partir do momento em que a alteração é feita, e não existe maneira de proteger ou apagar aqueles dados que já possam ter sido coletados, seja por uma configuração equivocada ou na época em que as configurações ainda não estavam disponíveis.

De acordo com o Facebook, é justamente essa falta de controle que levou às mudanças. A rede social pode atestar a confiabilidade de seus próprios sistemas, mas não pode fazer a mesma coisa pelos de parceiros ou plataformas que decidirem usar a função de login. Então, o controle passa a ficar totalmente nas mãos do usuário que, conhecendo os riscos, poderá escolher exatamente o que será compartilhado.

A novidade está disponível tanto na versão web quanto em aplicativos para celulares e tablets, em todos os sistemas operacionais. Para quem já usa esse tipo de serviço, mas deseja ter um controle maior sobre o compartilhamento, uma boa alternativa é desautorizar o acesso e realizar o processo novamente, liberando assim o acesso à novidade.

Fontes: Facebook, Slash Gear, Recode