Facebook lança plataforma para ajudar ONGs a organizar doações

Por Redação | 18.11.2015 às 18:25
photo_camera Divulgação

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (18) o Fundraisers, uma plataforma que permite a criação de campanhas em páginas dedicadas para coletar dinheiro através de doações dos usuários.

De acordo com a companhia, o serviço consiste em páginas que contenham detalhes do projeto e da meta a ser alcançada. Uma vez que essas informações estiverem disponíveis, as pessoas podem então compartilhar seu conteúdo com os amigos e contribuir com apenas um botão na página principal da iniciativa. Alguns exemplos citados pela empresa são campanhas voltadas para ajudar refugiados de países em guerra, para erradicar a malária ou ainda ajudar na construção de infraestrutura para levar água encanada a comunidades carentes.

As páginas hospedadas no Fundraisers serão semelhantes às páginas da seção de "Eventos" do Facebook, e haverá ainda uma barra indicando o progresso para a meta financeira ser alcançada. A plataforma também expande as funcionalidades do botão "Donate", que agora irá aparecer nas fan pages e postagens de organizações sem fins lucrativos. Os contribuintes poderão optar se fornecem ou não seus e-mails para que as entidades possam entrar em contato para futuras doações desses usuários.

Segundo o Facebook, 37 ONGs já confirmaram que farão uso do Donate por meio do novo projeto, incluindo as instituições (RED), RAINN, UNICEF e Water.org. Até o momento, a rede social não fará nenhuma cobrança, mas admitiu que, a partir de 2016, quem utilizar a ferramenta terá de pagar uma taxa cujo valor ainda não foi informado.

"As pessoas arrecadam dinheiro para questões humanitárias, como a busca por crianças desaparecidas, e chamam nossa atenção para questões que preocupam [o mundo]. Através da nossa comunidade, percebemos que, quando as pessoas tomam uma atitude, vidas são mudadas", destacou Naomi Gleit, vice-presidente de gerenciamento de produto do Facebook e líder do Social Good, uma divisão da companhia focada no desenvolvimento de serviços para ajudar pessoas ao redor do mundo. "Sabemos que podemos fazer muito mais para permitir essas conexões".

Organizações interessadas em obter mais informações sobre o assunto podem acessar o site donations.fb.com. O Facebook alerta que a entidade precisa estar certificada pela rede social e ter a conta bancária verificada para fazer uso da ferramenta. Por enquanto, apenas instituições nos Estados Unidos podem aderir ao programa, mas a ideia é expandi-lo a outros países nos próximos meses.

O anúncio do Fundraisers chega poucos dias após o atentado terrorista em Paris, na França, que matou 129 pessoas e deixou mais de 300 feridas. Na época, a rede social disponibilizou uma página para que usuários pudessem avisar seus entes queridos de que estavam em segurança — uma das primeiras ações da companhia voltadas para esse tipo de situação.

Ao que tudo indica, o Fundraisers terá como foco organizações sem fins lucrativos que desejam mais visibilidade para suas causas. Contudo, se a plataforma for bem sucedida, é provável que o Facebook utilize seu mecanismo para abarcar qualquer tipo de projeto que depende da doação de terceiros. Neste caso, a empresa poderia concorrer diretamente com outros sites de crowdfunding, como Indiegogo e Kickstarter. Como o TechCrunch destaca, o que poderia diferenciar o Facebook desses serviços seria a facilidade em fazer as doações: em vez de ter de acessar uma página específica, o usuário clicaria em apenas um botão (o Donate) no próprio Facebook para concluir a transação.

Fontes: Facebook, Mashable, TechCrunch