Siga o @canaltech no instagram

Facebook lança mapas para ajudar áreas atingidas por desastres naturais

Por Redação | 07 de Junho de 2017 às 18h13
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Sempre que alguma comunidade sofre com desastres naturais, como inundações, incêndios ou terremotos, organizações se unem para prestar auxílio à população afetada, muitas vezes precisando de informações precisas para, literalmente, salvar vidas. Com isso em mente, o Facebook lançou nesta quarta-feira (7) uma ferramenta de mapas que usam dados agregados e desidentificados da rede social justamente para auxiliar na busca por informações relevantes nessas situações.

De acordo com Molly Jackman, gerente de políticas públicas da companhia, “esta iniciativa é resultado de nosso trabalho com o UNICEF, a Federação Internacional da Cruz Vermelha, o Programa Mundial de alimentos e outras organizações”, visando se tornar um exemplo de como a tecnologia pode ajudar a manter as pessoas seguras.

A rede social usou informações fornecidas por essas organizações para fornecer vários tipos de mapas que auxiliem nos esforços de respostas a desastres, incluindo informações sobre a localização de pessoas que compartilharam no Facebook onde estão. Um deles é o mapa de densidade de localização, mostrando onde as pessoas estavam antes, durante, e onde estão após o desastre.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Outro tipo de mapa é o de movimentação, ilustrando as tendências de movimento entre diferentes bairros ou cidades durante um período de muitas horas. E os mapas de check-in de segurança (ou “Safety Check”) são baseados nos locais em que os usuários da rede social ativaram esse recurso para notificar seus amigos que eles estão seguros durante o desastre.

De acordo com a companhia, “esse tipo de informação pode ajudar organizações de apoio e ajuda a entender quais áreas foram mais danificadas após um terremoto e onde as pessoas podem estar precisando de ajuda à medida que deixam suas casas”. O Facebook pretende trazer mais organizações e governos para o programa e, com isso, ajudar a população com mais afinco.

Fonte: Facebook

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.