Facebook lança Instant Articles no Brasil

Por Redação | 01 de Dezembro de 2015 às 12h30

Depois de um lançamento nos Estados Unidos e um bocado de controvérsia, o Facebook está trazendo os Instant Articles para o Brasil e outros países da América Latina. O recurso que permite a publicação de artigos e conteúdo informativo diretamente na rede social, em páginas especiais, está disponível para algumas organizações e empresas de mídia nacionais, como o R7, G1, Catraca Livre, Estadão e Veja.

A ideia da funcionalidade, disponível desde maio para companhias dos Estados Unidos, é que os veículos tenham maior retenção de usuários em suas páginas e evitem problemas de carregamento e servidor, principalmente em suas versões mobile. Em vez de acessar o domínio específico de cada veículo, o usuário permanece na infraestrutura do Facebook, que garante disponibilidade e velocidade.

Foi justamente esse aspecto que levou muita gente a questionar os reais benefícios da iniciativa, uma vez que ela poderia ser capaz de substituir o acesso aos domínios específicos, reduzindo a contagem de visualizações de página. Com isso, ficam dúvidas sobre as receitas de publicidade, também, já que uma coisa é extremamente dependente da outra – além disso, permanecem os questionamentos sobre eventuais divisões de receitas em páginas, uma vez que a rede social pode acabar lucrando com a publicidade baseada em conteúdos de terceiros, por mais que a renda oriunda dos próprios artigos seja revertida totalmente aos criadores.

O Facebook, por ora, tenta passar longe dessas polêmicas e promove uma implementação segmentada do Instant Articles. Em sua chegada ao Brasil e América Latina, por exemplo, serão 40 empresas utilizando o novo sistema, exclusivamente no iOS, com a versão para Android chegando nas próximas semanas. Entre as funcionalidades adicionais do sistema estão a possibilidade de comentar trechos específicos das matérias, vídeos com reprodução automática e outros recursos multimídia, como mapas interativos, áudios e fotos em alta resolução ou 360 graus, que podem não estarem disponíveis nos domínios originais.

No mundo, mais de 200 nomes já fazem parte da iniciativa, que está disponível desde meados de 2015 para usuários da América do Norte e Europa. São grandes empresas de conteúdo, como The New York Times, National Geographic e BBC News. Na América Latina, outros confirmados são o Clarín, da Argentina, e o Azteca, do México.

De acordo com o Facebook, os usuários não devem perceber mudanças, a não ser, claro, na velocidade de acesso e recursos disponíveis. As notícias continuarão a aparecer no feed da mesma maneira como acontece hoje, e um ícone de um raio indicará quando o conteúdo está hospedado no sistema Instant Articles.

Fonte: Facebook

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.