Facebook já tem 1,59 bilhão de usuários em todo o mundo

Por Redação | 28 de Janeiro de 2016 às 12h20

Os sinais de que uma grande empresa está indo bem, principalmente quando se trata de um gigante como o Facebook, são números impressionantes a cada trimestre. E foi exatamente isso que a empresa apresentou durante a revelação de seus resultados financeiros do último trimestre de 2015, anunciando que já conta com 1,59 bilhão de usuários em todo o mundo. E estamos falando de ativos, que logaram pelo menos uma vez na rede social num período de 30 dias.

É esse total, também, que movimentou uma das meninas dos olhos do Facebook no momento – o setor de vídeos. De forma a mostrar que está cada vez mais próximo de seu grande rival, o YouTube, a rede social afirmou que seus usuários assistem a 100 milhões de horas por dia – uma métrica que rebate a noção de que qualquer execução, mesmo as automáticas, seriam contadas como visualizações, o que seria uma forma de inflar os totais. Com a mudança, a margem para discussão diminui.

Os serviços associados ao Facebook também apresentaram crescimento. O WhatsApp permanece como um dos mensageiros mais utilizados do mundo mobile, com 900 milhões de usuários ativos por mês, enquanto o Messenger vem logo atrás, com 800 milhões. A rede social de compartilhamento de imagens Instagram também bateu um novo recorde e, agora, conta com 400 milhões de pessoas ativas todos os meses.

A abrangência do Facebook ao redor do mundo também teve seu caráter social e econômico. De acordo com a empresa, 950 milhões de pessoas foram localizadas e confirmadas por meio do recurso Safety Check, utilizado durante tragédias para que seus usuários possam confirmar que estão à salvo para suas famílias. 500 milhões de usuários utilizam todos os meses a plataforma de eventos da rede social, enquanto mais de 1 bilhão são ativos em grupos de discussão.

Facebook Q4

Toda essa amplitude também é muito boa, claro, para os negócios. Hoje, são 2,5 milhões de anunciantes no Facebook e 50 milhões de páginas de empresas, boa parte delas gerenciada por micro e pequenos empreendedores. Todos os meses, são bilhões de comentários nesses espaços, no que a rede social afirma ser, cada vez mais, uma das mais eficazes plataformas para ampliar as vendas e chamar mais consumidores para os estabelecimentos.

Tudo isso, claro, se refletiu também em faturamento. Mais uma vez, a empresa anunciou lucro recorde, com faturamento de US$ 5,8 bilhões no total e ganhos de US$ 0,79 por ação. Isso, por si só, levou os papéis do Facebook a terem uma alta de 13% em um movimento que continua a ser alavancado nas primeiras horas de pregão de hoje. No momento em que essa matéria é escrita, as cotas valiam US$ 197,59 cada.

Mais do que tudo isso, entretanto, a conclusão final a que o Facebook chegou com seus resultados é de que, por mais que o mundo mobile demande agilidade e o foco restrito de serviços como Snapchat ou WhatsApp, ainda há muito espaço para plataformas recheadas de funções. A rede social faz as vezes de grupo de discussão, compartilhamento de imagens, contato com os amigos, chat, plataforma de negócios e outros tantos fins, e a presença no topo de listas de apps mais baixados só prova que esse ainda é um ótimo – e lucrativo – caminho a ser seguido.

Fonte: Facebook

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.