Facebook estaria testando funções de envio de dinheiro e notícias “quentes”

Por Redação | 06 de Novembro de 2017 às 10h48
Tudo sobre

Facebook

As duas próximas funções inéditas do Facebook devem ser voltadas para o envio de dinheiro entre usuários e publicação de notícias fresquinhas por páginas na rede social. Pelo menos é o que indica uma atualização no código fonte do serviço, encontrada pelo repórter de tecnologia Matt Navarra, que pode ter revelado, antes da hora, o que está por vir.

A primeira mudança seria, na realidade, uma evolução de um conceito que já existe no Messenger. O aplicativo de bate-papo já permite que os usuários realizem pagamentos ou transferências entre amigos ou empresas, mas somente nos Estados Unidos e com débito feito diretamente no cartão. A ideia, então, seria abrir essa possibilidade para todos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A novidade, aqui, viria com uma pegada um pouco mais “social”. Na funcionalidade, chamada de “envelope vermelho”, os usuários escolhem o valor a ser enviado e escrevem uma mensagem, além de poderem selecionar um “papel de carta”. A temática de festas, aniversário e Natal das imagens exibidas por Navarra indicam se tratar de um recurso voltado para o envio de dinheiro como presente.

Já o segundo recurso, voltado especificamente para páginas, permite que publicações sejam marcadas como notícias “quentes”. As “Breaking News”, como estão sendo chamadas na versão em inglês, apareceriam acima das outras e poderiam até mesmo enviar notificações para os usuários, de forma que eles sejam alertados sobre informações importantes em cima da hora.

É claro, como já acontece com outros recursos da rede social, o Facebook deve ter sistemas em funcionamento para evitar abusos, principalmente caso o recurso efetivamente envie notificações aos seguidores. Um limite de uso ou necessidade de feedback, por exemplo, devem ser usados para evitar que produtores de fake news ou veículos sensacionalistas utilizem a marcação sem que ela seja necessária.

Outro método especulado para controlar a forma como esse destaque seria utilizado tem a ver com a monetização. Não é de hoje que o Facebook reduz o alcance orgânico de páginas ou cria sistemas de forma a fomentar a criação de postagens patrocinadas. Sendo assim, soa completamente possível que a empresa vá aplicar dinâmicas desse tipo ao novo sistema.

A rede social não se pronunciou sobre a descoberta, nem para confirmar as novidades nem para anunciar a realização de testes, que normalmente acontecem com usuários selecionados e páginas convidadas. A presença dos recursos no código fonte do Facebook – mesmo que ainda não seja possível fazer nada com elas, por enquanto –, pode ser uma demonstração de que elas estão bem próximas de serem lançadas.

Fonte: Matt Navarra - Twitter #1, Twitter #2

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.