Facebook está perdendo adolescentes para o Instagram e Snapchat, aponta estudo

Por Redação | 22 de Agosto de 2017 às 12h02

Um estudo realizado pela eMarketer revelou que os adolescentes estão preferindo cada vez mais acessar e interagir no Instagram e no Snapchat ao invés do Facebook. O levantamento consultou usuários de redes sociais na faixa etária dos 12 aos 17 anos e constatou que a audiência desse grupo no Facebook diminuiu à medida que no Instagram e Snapchat tem aumentado.

O estudo projeto que os usuários mensais com idade entre 12 e 17 anos cairão 3,4% para 14,5 milhões de pessoas este ano nos Estados Unidos. O número representa um declínio maior do que no ano passado, quando houve uma queda de 1,2%. De acordo com a eMarketer, este é o segundo ano consecutivo que o Facebook apresenta queda no número de usuários adolescentes no país. No Reino Unido os números são similares, ainda que menos acentuados. Na mesma faixa etária, a projeção de queda neste ano será de 2,8%, enquanto que entre os jovens de 18 a 24 anos a redução será de 3,1%.

Apesar da queda na audiência adolescente no Facebook, a empresa pode comemorar o crescimento deste mesmo grupo no Instagram. Nos Estados Unidos, a previsão da eMarketer é que o aumento seja de 23,8%, enquanto que no Reino Unido o aumento será de 34,8%. Isso faz com que o Facebook ainda detenha grande parte do grupo em seu ecossistema de aplicativos, apesar da clara demonstração de que os jovens estão preferindo um outro tipo de interação quando o assunto é redes sociais.

O estudo ainda apontou dados positivos sobre a ida de adolescentes ao Snapchat. A base de usuários adolescentes do aplicativo nos Estados Unidos está prevista para crescer 25,8% neste ano. No Reino Unido, o aumento de usuários entre 12 e 17 anos deve ser de 20,2% em 2017.

"Nós vemos adolescentes migrando para o Snapchat e o Instagram", afirmou o analista da eMarketer, Oscar Orozco. "Ambas as plataformas encontraram sucesso com este [perfil] demográfico, pois estão mais alinhadas com a forma como se comunicam, ou seja, usando conteúdo visual".

Para Orozco os adolescentes parecem estar menos envolvidos com o Facebook, passando menos tempo dentro da plataforma. Assim, a rede social deve estar mais atenta a mudanças que o público mais jovem está fazendo, já que isso pode impactar no futuro da companhia.

"O Facebook ainda é o grande vencedor das mídias sociais. Mas ficará um pouco preocupado com o fato de as pessoas mais jovens do Reino Unido estarem com a cabeça virada para o Snapchat. Claro, a aquisição do Instagram pelo Facebook suaviza o golpe, e será mais animador ver as perspectivas a longo prazo do Instagram serem melhores do que do Snapchat", finalizou.

Fonte: Business Insider