Facebook está criando ferramenta de censura para voltar à China

Por Redação | 23 de Novembro de 2016 às 10h07

Parece que o Facebook está mesmo empenhado em entrar no mercado chinês, mas para isso precisa cumprir um requisito básico: se comprometer com a censura imposta pelo país. E é exatamente isso que a equipe de Mark Zuckerberg está fazendo.

De acordo com o The New York Times, a empresa de mídia social está desenvolvendo uma ferramenta capaz de ajudar a censurar o conteúdo exibido em sua plataforma de acordo com a geolocalização do usuário. Isso apaziguaria a situação do site com as autoridades chinesas e destacaria seu compromisso com o país – tudo isso acompanhado de muita polêmica sobre ética.

Citando funcionários não identificados, o jornal norte-americano afirma que uma equipe liderada pelo vice-presidente Vaughn Smith está trabalhando na criação de um software que monitora as histórias e temas populares que aparecem no feed de um usuário com base na região onde ele se encontra.

Apesar de o processo de desenvolvimento dessa iniciativa controversa parecer estar caminhando rapidamente, ainda não está claro quando e se a ferramenta será mesmo lançada no mercado. Ainda de acordo com o NYT, o Facebook seria o responsável pela criação do software, mas terceiros ficariam com a parte de implantar o recurso e selecionar o que será censurado ou não.

O Facebook e outros serviços online, como Twitter e Dropbox, permanecem inacessíveis em grande parte da China, e a única maneira de acessá-los é usando uma rede privada virtual (VPN) que permite burlar o grande firewall imposto pelo governo chinês.

Fonte: The New York Times