Facebook esclarece que não apagará ofensas desde que estejam contextualizadas

Por Ramon de Souza | 25 de Abril de 2018 às 15h05
Reprodução
Tudo sobre

Facebook

Na manhã da última terça-feira (24), o Facebook abriu o jogo e deixou bem claro quais conteúdos são proibidos na rede social. O anúncio, contudo, acabou deixando algumas pessoas com ainda mais dúvidas do que antes. No intuito de esclarecer os questionamentos de certos internautas, Monika Bickert, diretora de políticas globais da companhia, veio a público mais uma vez para explicar que certas postagens não serão excluídas caso estejam contextualizadas.

“É por isso que dizemos que, por exemplo, se você usar uma calúnia étnica para dizer ‘nós não devemos usar essa palavra’ ou ‘isto é algo que eu ouvi de alguém hoje e achei horrível’, certifique-se de deixar isso claro na sua postagem e nós a manteremos no site”, explicou a executiva. “Costuma ser um desafio pois nós nem sempre sabemos em qual contexto alguém está publicando algo”, complementa.

A necessidade de realizar tal explicação (que foi concedida por Monika ao CNBC) vem do fato de que muitas pessoas reclamaram de suas postagens, supostamente de cunho educativo, sendo deletadas pela rede social por conterem palavras ofensivas. Junto com tais regras, o Facebook também anunciou que, a partir de agora, você poderá recorrer a uma remoção de algum conteúdo seu, requisitando uma segunda análise humana sobre a publicação.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.