Facebook e Instagram ganham ferramentas de controle de tempo

Por Felipe Demartini | 01 de Agosto de 2018 às 10h07

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (01) o lançamento de ferramentas de controle de tempo para os apps mobile da própria rede social e também do Instagram. Fruto de uma iniciativa da empresa ao lado de universidades, instituições de saúde e centros sociais ou de psicologia, a ideia é não apenas ajudar os usuários a entender quanto de seus dias gastam nas plataformas, mas também a utilizar melhor estes minutos e horas.

Por meio de menus específicos nas configurações de cada aplicativo, os usuários poderão visualizar o tempo médio diário gasto em cada um, bem como métricas diárias dispostas em barras, que comparam as datas de maior e menor utilização. Assim, já é possível fazer uma análise da atenção dada às redes sociais, com outras opções permitindo um verdadeiro controle sobre esse aspecto.

O recurso, por exemplo, vai permitir que um teto máximo diário seja imposto tanto ao Facebook quanto ao Instagram. Atingir esse limite não vai bloquear o acesso às aplicações, mas emitirá notificações informando ao usuário que ele já passou tempo demais olhando para a timeline. Da mesma forma, é possível silenciar temporariamente os alertas, durante 15 minutos ou até oito horas, para focar em atividades fora da internet sem ser incomodado.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ferramentas de controle de tempo do Facebook e Instagram permite silenciar notificações e impor limites (Divulgação: Facebook)

As métricas são exibidas de maneira individual, para cada dispositivo utilizado, e não envolvem totais globais. Ou seja, utilizações realizadas na versão para Windows, seja no app ou por meio de um navegador, não serão computadas e, da mesma maneira, os apps para computadores ainda não terão acesso ao recurso neste momento. Estão inclusos apenas os softwares do Facebook e do Instagram para iOS e Android.

De acordo com a companhia, esse é mais um passo de uma iniciativa criada não apenas para que as pessoas possam controlar melhor o tempo gasto nas redes sociais, mas também aproveitá-lo da melhor maneira possível. Também fazem parte dessas empreitadas as mudanças nos algoritmos, detestadas por muitos usuários, mas que, na visão da empresa, passaram a exibir publicações mais relevantes e interessantes.

Outras medidas incluem a exibição de uma mensagem para usuários do Instagram sempre que eles já tiverem visto todas as publicações de quem seguem, de forma a evitar frustração na rolagem da linha do tempo, e sistemas proativos de combate à depressão e prevenção de suicídios. As pessoas podem, por exemplo, indicar quando acreditarem que um contato pode estar precisando de ajuda, enquanto as vítimas de assédio contam com sistemas simples de bloqueio de palavras e perfis, bem como de  conteúdo sensível.

Como sempre acontece em recursos amplamente disponibilizados, as ferramentas serão liberadas aos poucos e devem chegar “em breve” a todos os usuários. Os americanos devem ser os primeiros a receber as novidades, que ainda não têm data prevista para dar as caras no Brasil.

Fonte: Facebook

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.