Facebook desbloqueia mídia russa após quase 24 horas de interrupção

Por Redação | 19.01.2017 às 16:46
photo_camera Divulgação

Nesta quinta-feira (19), depois de mais de 20 horas de bloqueio, o Facebook liberou a publicação de conteúdo na página da rede de televisão russa RT. O veto teria acontecido, supostamente, devido ao veículo manifestar apoio ao presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

De acordo com o canal, a proibição foi posta em prática na noite da última quarta-feira, pouco depois da transmissão da conferência de imprensa final de Barack Obama como presidente. A queixa é de que a página infringiu alguns direitos autorais ao realizar o live streaming. De acordo com um bot do Facebook, a suspensão iria durar até sábado.

No entanto, suspeitas de que a ideia da rede social era deixar a imprensa russa de fora da cobertura da posse de Donald Trump, que acontece amanhã (20), começaram a circular. A RT alega ter usado o serviço de imagens legítimo da Associated Press durante a transmissão interrompida, o que faria cair por terra a justificativa do bloqueio devido a direitos autorais.

Para tornar as coisas ainda mais complicadas, a RT é financiada por Moscou e já foi acusada muitas vezes de ser um porta-voz de língua inglesa para o Kremlin, que apoia claramente Donald Trump.

Durante a campanha presidencial dos EUA, a cobertura da RT sobre a candidata democrata Hillary Clinton foi considerada "consistentemente negativa e focada em seus e-mails vazados e a acusou de corrupção, má saúde física e mental e laços com o extremismo islâmico", de acordo com o relatório da inteligência norte-americana sobre a influência potencial da empresa de mídia sobre as eleições.

Fonte: RT