Facebook confunde com spam e deleta fotos de refugiados mortos na costa da Líbia

Por Redação | 04 de Setembro de 2015 às 15h32

O mundo está chocado com as imagens de refugiados sírios afogados na semana passada depois de um naufrágio na costa da Líbia. O artista sírio Khaled Barakeh foi um dos usuários que subiu as fotos dos corpos no Facebook, mas a rede social deletou o álbum por confundir com spam.

O barco levava cerca de 400 migrantes, sendo que a maioria deles estava presa no porão quando o acidente aconteceu. As fotos foram carregadas no Facebook apenas um dia após o desastre em um álbum chamado "Multicultural Graveyard" (Cemitério Multicultural). Nas sete imagens é possível ver vítimas ainda crianças na beira do mar e corpos dentro de sacos laranjas, um ao lado do outro.

O álbum foi compartilhado mais de 100 mil vezes antes que fosse temporariamente excluído. O Facebook foi acusado de censura, mas a companhia garante que isso aconteceu devido a um bug interno.

A publicação já voltou ao ar e pode ser vista aqui. Mas atenção, as imagens podem ser perturbadoras para alguns.

Fonte: Mashable