Facebook at Work terá roll-out nas próximas semanas

Por Redação | 27 de Setembro de 2016 às 16h51

O Facebook já tinha anunciado que estava preparando uma rede social focada em trabalho, o Facebook At Work, mas parece que agora o monstro está pronto para sair da jaula. Segundo fontes ligadas à empresa de Mark Zuckerberg, a novidade será disponibilizada abertamente nas próximas semanas.

De acordo com as informações vazadas, o novo produto será lançado com um sistema de pagamento via mensalidade por pessoa, em vez de cobrar tarifas fixas por empresa. Para impulsionar a plataforma, o Facebook pretende firmar parcerias com integradoras de software como serviço (SaaS) para produtividade, como a Asana.

Para o Facebook, este modelo de pagamento é um estímulo para que as empresas levem todos os seus funcionários para dentro da nova rede social, sem custos adicionais caso nem todos eles queiram participar.

O Facebook At Work, anunciado primeiramente em 2014 e lançado em um modelo de testes no ano passado, é uma tentativa da companhia de Zuckerberg para entrar na competição com produtos como o Yammer e LinkedIn, da Microsoft, o Chatter, da SalesForce, e o Slack. Segundo a rede social, a novidade contará com ferramentas de comunicação, mas também terá um feed dedicado para atividades de trabalho e troca de ideias.

Para analistas, o Facebook pode usar a sua familiaridade com os usuários para emplacar no segmento corporativo, oferecendo uma integração entre as contas de trabalho e pessoal. Entretanto, para quem quiser elas separadas, isto também será possível. Do lado dos contras, entretanto, o Facebook ainda não tem um histórico no lado de trabalho e colaboração. Isso sem contar, que outras movimentações de peso, como a união da Microsoft com o LinkedIn, prometem deixar a competição ainda mais acirrada.

O Facebook at Work é baseado na maneira como os próprios empregados do Facebook se comunicam dentro da empresa, compartilham documentos e planejam reuniões. Quando Mark Zuckerberg faz algum anúncio oficial sobre o site, ele utiliza a plataforma, por exemplo.

Fonte: TechCrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.