Facebook admite ter inflado audiência de vídeos no site por dois anos

Por Redação | 23 de Setembro de 2016 às 07h34

Em reportagem veiculada na noite desta quinta-feira (22), o Wall Street Journal revelou aquilo que muita gente desconfiava há tempos: o Facebook vinha inflando a audiência dos vídeos na rede social há dois anos. Isso significa que desde que foi lançado, em 2014, o recurso vem apresentando números imprecisos tanto para usuários quanto para anunciantes.

A informação foi confirmada pela Publicis Media. Segundo a agência, o Facebook se dirigiu a ela e confirmou que os números eram inflados em 60% a 80%. Tal discrepância levou a Publicis e outras agências de publicidade a questionarem o Facebook e pedirem pelos números reais.

Em sua defesa, a rede social justificou que "descobriu" um erro na forma que a métrica era calculada - embora todo mundo acredite que isso vinha sendo feito deliberadamente. Segundo a empresa, o site só vinha contando as visualizações de mais de três segundos no cálculo da métrica de "Duração Média de Vídeo Visualizado", o que acabava inflando a métrica de audiência.

"Esse erro já foi corrigido e não impactou o faturamento. Notificamos nossos parceiros e também renomeamos a métrica para que ela reflita melhor o que mede", explicou a empresa em comunicado oficial. A partir de agora, diz ela, a métrica passa a se chamar "Média de Tempo de Visualização", que leva em conta toda e qualquer visualização, inclusive aquelas de apenas 1 segundo ou menos.

Com a nova contagem, anunciantes e parceiros comerciais esperam saber o desempenho real da plataforma de vídeos do Facebook - afinal, eles vinham sendo enganados há dois anos. Desse modo, é possível que vejamos toda uma reconfiguração das estratégias e decisões relacionadas à publicação de vídeos na rede social no futuro próximo. Pegou mal, heim Facebook?

Via The Wall Street Journal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.