Estudo revela comportamento dos usuários no Instagram e no Facebook

Por Redação | 19 de Agosto de 2016 às 11h09

A fim de compreender um pouco melhor o comportamento dos usuários do Facebook e do Instagram, a companhia de Mark Zuckerberg encomendou para a Ipsos Connect uma pesquisa online com pessoas que usam essas redes sociais pelo menos semanalmente e que tenham entre 18 e 64 anos, e sejam residentes na Austrália, Brasil, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido.

A partir disso, os especialistas estudaram as publicações mais populares durante sete eventos de destaque, como o Super Bowl e o Festival de Música de Glastonbury. Vicki Molina-Estolano, pesquisadora do Facebook IQ, que liderou o projeto, contou que a pesquisa revelou que, entre as pessoas que acessam ambos os feeds com a mesma frequência, o Facebook atende às vontades delas por empoderamento, reconhecimento e conexão, enquanto a rede social de fotos e vídeos atrai mais pelo desejo de diversão, relaxamento e descoberta.

estudo comportamento redes sociais

Ao analisar os tipos de conteúdo mais procurados pelos usuários dessas duas plataformas, a pesquisa mostrou que durante eventos culturais e esportivos as pessoas vão ao Facebook buscando reações e opiniões de seus amigos, enquanto no Instagram os usuários procuram ver a perspectiva das pessoas que estão lá curtindo os eventos ao vivo (e postando fotos no aplicativo). Já ao avaliar os conteúdos mais curtidos, compartilhados e comentados durante esses eventos, as pessoas que responderam à pesquisa consideram as publicações feitas no Facebook como sendo mais opinativas, enquanto as postagens no Instagram foram definidas como “por trás das cenas”. Sendo assim, os anunciantes podem direcionar melhor seus conteúdos separando o que for mais opinativo para o Facebook, enquanto no Instagram o sucesso é mais garantido em publicações de anunciantes envolvendo bastidores e celebridades.

Já quanto à diversão obtida em cada plataforma, Vicki explicou que, de acordo com o estudo, o conceito de diversão no Facebook está mais relacionado ao humor, enquanto o mesmo conceito no Instagram está ligado a descobrir coisas inesperadas. “As pessoas entrevistadas concordaram que o Instagram as surpreende mais do que o Facebook. Por outro lado, elas também dizem que o Facebook as faz rir com mais frequência”, revelou a pesquisadora. Em termos de descobertas, a pesquisa mostrou que na principal rede social de Zuckerberg esse conceito está relacionado à exposição de novas ideias e novas formas de pensar, enquanto na rede social de fotos e vídeos a ideia de descoberta se trata mais de inspiração. “Uma mulher no Reino Unido nos contou que ela checa o Instagram até 10 vezes por dia para tirar alguma inspiração para decoração, estilo de vida, saúde, comida e receitas”, contou.

estudo comportamento redes sociais

Por fim, diferenciando a forma que homens e mulheres lidam com as redes sociais, o estudo mostrou que os homens encaram essas plataformas de maneira mais prática, enquanto mulheres fazem um uso mais pessoal. “Comparados com mulheres, os homens são mais propensos a concordar que o Facebook e o Instagram os ajudam a organizar suas vidas. Já as mulheres concordam que o Facebook e o Instagram as ajudam a manter contato com amigos mais próximos e também com familiares”, explicou a pesquisadora. E já que o estudo conversou com usuários de diversos países, foi possível observar que os brasileiros são muito ativos nas duas plataformas, superando a média geral dos demais países em quase todas as dimensões - desde compartilhamento até a procura de conteúdos.

Fonte: Facebook for Business

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.