Edward Snowden abre conta no Twitter e já cutuca NSA

Por Redação | 29 de Setembro de 2015 às 14h25
photo_camera Divulgação

Nesta terça-feira (29), o polêmico Edward Snowden se inscreveu no Twitter e sua primeira postagem na rede de microblog foi direcionada a ninguém menos que a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA). "Vocês conseguem me ouvir agora?", escreveu o ex-contratado da agência nesta manhã.

A conta de Snowden foi ao ar com o cobiçado selo azul presente apenas nas contas verificadas pelo Twitter. O primeiro (e único, até o momento) perfil que ele decidiu seguir foi o da NSA, mas em menos de 30 minutos após o envio do primeiro tweet para a plataforma, Snowden já atingiu a marca de mais de 56.000 seguidores. Agora, algumas horas depois, este número já ultrapassa 168.000 seguidores.

Para ilustrar a capa do seu perfil, Snowden utilizou uma imagem de uma pilha de jornais que mostram notícias sobre as informações confidenciais de documentos da NSA que ele mesmo vazou.

Uma das primeiras pessoas a dar boas vindas a ele foi o astrofísico norte-americano Neil deGrasse Tyson (mais conhecido pelo famoso meme "Ui"). Snowden tem utilizado a plataforma para interagir com Tyson e conversar sobre a descoberta de água em Marte e, como não poderia deixar de ser, sobre espionagem.

"A vigilância nunca dorme, e os projetos secretos @FreedomofPress estão me mantendo ocupado, mas eu ainda encontro tempo para imagens de gatos", escreveu o ex-colaborador da NSA para o astrofísico quando questionado sobre o fato do longo exílio não ter afetado seu senso de humor.

Desde quando resolveu divulgar os documentos secretos da NSA em 2013, Snowden vive na Rússia, onde conseguiu asilo político e deve permanecer por pelo menos mais dois anos. O governo dos Estados Unidos negou perdão a Snowden e alega que ele deveria ter procurado os canais oficiais para comunicar suas preocupações em relação à vigilância exercida pela NSA, em vez de vazar para a imprensa informações da rede de espionagem eletrônica. Agora, as autoridades querem que ele volte ao país para ser devidamente julgado por seus atos.

Via Mashable

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.