Depois de rixa com Maryl Streep, Donald Trump é trollado no Twitter

Por Luciana Zaramela | 09 de Janeiro de 2017 às 18h37

Na noite do último domingo (8), durante a 74ª cerimônia do Golden Globes, a atriz norte-americana Maryl Streep fez um discurso ao receber um de seus consagrados prêmios na sétima arte. Durante sua fala, ela resolveu criticar Donald Trump, presidente eleito nos Estados Unidos.

De posse de seu prêmio Cecil B. DeMille, Streep usou seu tempo de fala para comemorar a diversidade e apoiar a imprensa livre, que nos últimos tempos vem sendo silenciada e gradativamente destruída. Com isso, ela mexeu na ferida de Trump, já que o republicano é constantemente criticado por sua ácida visão conservadora e patriota. Ela aproveitou ainda para lembrar uma das infâmias do presidente, quando ele criticou um jornalista com deficiência física.

Mesmo que na maior parte de seu discurso a atriz tenha levantado uma bandeira de paz entre os povos e de mais igualdade no mundo, Donald Trump ficou bastante ressentido. No melhor estilo Trump de ser, o republicano usou o Twitter para rasgar o verbo — e as coisas complicaram a partir de então.

O futuro presidente ficou tão "mordido" que resolveu tuitar várias frases nas horas na manhã de hoje (9). Numa delas, ele chamou a atriz de "puxa-saco de Hillary" e negou piamente que teria criticado o jornalista devido a suas condições. Além disso, chamou a atriz de Hollywood de "superestimada" pela mídia.

É claro que, depois de todo o escândalo, a internet caiu em cima do novo presidente, pois rotular uma das atrizes mais consagradas do cinema de "superestimada" foi um considerado um grande absurdo. Os internautas não perdoaram e se uniram para criar uma lista elencando algumas coisas que Donald Trump também acharia superestimadas, como exploração da lua, cura do câncer, Martin Luther King, amor, integridade, discrição, direitos das mulheres, vencimento dos votos populares e até o Bruce Lee.

Sob a hashtag #ThingsTrumpThinksAreOverestimated, a internet deu um show de criatividade com boas doses de zoeira. E onde tem zoeira, tem o quê, caros leitores? Brasileiros, é claro.