Com nova lei, Israel quer censurar conteúdos nas redes sociais

Por Redação | 26 de Dezembro de 2016 às 13h00
photo_camera DepositPhotos/merrydolla

As redes sociais já provaram ser importantes canais de comunicação sobretudo em países em guerra - e a Primavera Árabe está aí para não nos deixar mentir. Contudo, essa capacidade de informar em tempo real não é vista com bons olhos por todo mundo e há países que não medem esforços para limitar a atividade desses sites em seu território. Em 2013, por exemplo, o Primeiro-Ministro da Turquia afirmou que as redes sociais representavam uma ameaça à sociedade e por isso deveriam ser combatidas - um pensamento agora partilhado também por Israel.

De acordo com informações divulgadas pelo jornal Haaretz, o governo israelense pretende limitar a atuação das redes sociais e dar poder aos tribunais para que eles decidam quando algum conteúdo deve ser bloqueado ou não. Oficialmente, Israel alega que os sites promovem e fomentam, mesmo que indiretamente, a violência.

O mais impressionante é que a coisa toda já está num estágio bem avançado, com o governo tendo aprovado neste domingo, 25, um projeto de lei que garante poderes de censura aos tribunais. Ainda segundo o diário, os principais alvos da nova lei são o Google, Facebook e Twitter e o objetivo é eliminar conteúdo vistos como promotores e fomentadores da violência ou que sejam considerados uma ameaça individual, coletiva ou que comprometam a segurança do Estado de Israel.

Aprovado pelo comitê de assuntos legislativos do país, agora o projeto segue para aprovação pelo Parlamento para depois entrar em vigor. Caso venha a vingar, a expectativa é que a nova lei amplie a quantidade de conteúdos censurados em Israel, que quadruplicou em 2016. Atualmente o país é responsável por cerca de 10% de todo o conteúdo censurado online em todo o mundo, já tendo contabilizado 1.162 itens restringidos neste ano.

Fonte: Haaretz (1) (2)

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.