Cambridge Analytica afirma não ter obtido dados do Twitter por meio da GSR

Por Ares Saturno | 30 de Abril de 2018 às 14h31

Na manhã dessa segunda-feira (30), veio a público a informação que o Twitter havia vendido informações públicas de uma parcela de seus usuários para a Global Software Resources (GSR), empresa fundada por Aleksandr Kogan, que, por sua vez, é responsável pelas ferramentas que coletaram dados de mais de 80 milhões de usuários do Facebook de maneira um tanto quanto obscura.

De acordo com uma breve nota divulgada pela Reuters, os dados coletados no Twitter pela GSR não foram repassados à Cambridge Analytica. A empresa de análise de dados afirmou que não chegou a trabalhar com a GSR, ou mesmo com Aleksander Kogan, sobre dados coletados na rede de microblogs.

Diferentemente do escândalo da Cambridge Analytica com o Facebook, as informações vendidas pelo Twitter a Kogan parecem ser de pouca relevância. De acordo com o que foi divulgado pela rede social, apenas uma amostra aleatória de tweets públicos que ocorreram entre dezembro de 2014 e abril de 2015 foram vendidos. O Twitter afirmou com veemência que nenhuma informação vinda das Mensagens Diretas ou mesmo de contas privadas estava nos dados repassados a Kogan.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.