Brasil está entre os 10 países que mais solicitaram dados ao Twitter em 2015

Por Redação | 13 de Agosto de 2015 às 09h31

O Twitter divulgou a última edição de seu relatório de transparência, o Transparency Report, que reúne diversas informações referentes ao primeiro semestre de 2015. Entre outras coisas, o relatório mostrou que o Brasil realizou 52 pedidos de informações de contas de usuários, dois a mais do que no último semestre de 2014. Com isso, o país caiu uma posição no ranking que mede as nações que mais realizam solicitações, passando de oitavo para nono.

Vale ressaltar que os pedidos de informações e exclusão de contas partem do governo, empresas e forças policiais. O número de solicitações brasileiras atendidas passou de 7 (14%) no segundo semestre de 2014 para 15 (29%) na primeira metade de 2015. Já o número de contas de usuários que foram investigadas caiu de 158 para 102, o que corresponde a uma redução de 35%.

O ranking de nações que mais realizam solicitações é liderado pelos Estados Unidos, que emitiram 2.436 pedidos para a rede social, sendo que 80% dos casos foram atendidos e 6.324 contas analisadas. Logo após os norte-americanos aparecem o Japão, com 425 solicitações; seguido de Turquia (412), Reino Unido (299), França (139), Índia (113), Espanha (110) e Arabia Saudita (93).

Twitter - Ranking de solicitações

O número de solicitações ao Twitter também aumentou em todo mundo. No final de 2014, foram realizados 2.871 pedidos sobre 7.144 contas, dos quais 52% (1.492) foram atendidos. Já em 2015, as requisições passaram para 4.363, um aumento de 51%. As contas investigadas totalizaram 12.771, o que representa um aumento de 77%. O Twitter atendeu 58% de todos os pedidos globais realizados pelas autoridades ou empresas.

Além do número de pedidos, a rede de microblogs anunciou novas métricas relacionadas à segurança de e-mails e violações da política de marcas registradas. O relatório de e-mails evidencia os sistemas de segurança e criptografia utilizados pelo Twitter em suas mensagens. A funcionalidade detalha quais são os serviços que aceitam determinados protocolos e a quantidade delas que são criptografadas. Já as violações da política de marcas registradas referem-se aos usuários que tentam realizar cópias de empresas sem autorização. Os pedidos referentes às contas que se passam por marcas foram de 12.911 no primeiro semestre de 2015.

Você pode conferir de maneira detalhada os números de cada país através do site do Transparency Report.

Fonte: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2015/08/brasil-e-um-dos-10-paises-que-mais-pediram-dados-ao-twitter-em-2015.html

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.