Twitter terá reprodução automática de vídeos e filtro contra mensagens ofensivas

Por Redação | 24 de Março de 2015 às 10h45
photo_camera Divulgação
Tudo sobre

Twitter

O tempo passa, o tempo voa, mas algumas coisas permanecem imutáveis na internet. Por mais que o autoplay em sites seja um recurso que nos atormenta desde o início dos anos 2000, a função continua aí firme e forte. E, depois do Facebook ter trazido a reprodução automática de vídeos, chegou a hora do Twitter seguir pelo mesmo caminho.

A rede social vai começar a testar a novidade a partir desta semana com pequenas peças publicitárias. Por enquanto, isso pouco deve afetar os usuários brasileiros, já que as primeiras investidas da empresa serão feitas na versão para iPhone e iPad do app lá nos Estados Unidos.

Assim como já acontece no Facebook, os vídeos vão aparecer na timeline e começar a rodar automaticamente, mas sem som. Quem quiser conferir o que está acontecendo, basta clicar para ampliar a imagem e ouvir a propaganda na íntegra. O curioso é que o Twitter vai dividir esses testes em dois grupos: algumas pessoas vão ver apenas uma prévia de seis segundos do vídeo enquanto outras terão ele inteiro aparecendo na linha do tempo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mais novidades a caminho

Além disso, a rede social está preparando outras novidades — e, desta vez, mais pensada para o usuário do que para empresas. Trata-se de uma espécie de filtro que vai ajudar a diminuir a quantidade de mensagens com potencial ofensivo.

O recurso está disponível somente nas contas verificadas e traz uma espécie de bloqueio que simplesmente impede que você receba mensagens de perfis suspeitos e menções com ameaças e linguagem abusiva ou ofensiva. A ideia é reduzir drasticamente a quantidade de ataques pessoais que algumas celebridades ou empresas recebem de seus seguidores.

A novidade foi adicionada silenciosamente no aplicativo para iOS e somente para algumas pessoas, mas deve chegar em breve às demais plataformas.

Fonte: Engadget e Ars Technica

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.