Twitter estaria considerando utilizar modelo de feed do Facebook

Por Redação | 31.07.2014 às 15:20
photo_camera Divulgação

Depois de preocupações de analistas e investidores em relação ao potencial de crescimento do Twitter, a empresa conseguiu um forte desempenho no trimestre mais recente - com mais de 120% de crescimento em receita. Alguns usuários do microblog, no entanto, estavam mais interessados em algo que o CEO, Dick Costolo, mencionou durante a conferência.

Costolo disse que não descarta a utilização de um algoritmo que filtraria conteúdos, dando foco aos mais relevantes, assim como no Facebook. De alguma forma, o Twitter está procurando algum meio para que as conversas mais relevantes apareçam em destaque para os usuários da rede social. Isso não significa que a empresa irá adotar um feed similar ao do Facebook, mas foi o suficiente para deixar alguns usuários insatisfeitos. Alguns se manifestaram na rede dizendo que deixariam de utilizar o Twitter, visto que um dos grandes atrativos do site é mostrar aos internautas tudo o que seus amigos e conexões sociais publicam, independente da quantidade de mensagens produzidas.

Desde que o Facebook adotou um novo modelo para exibir publicações em seu feed, vários usuários ficaram irritados, especialmente porque o novo estilo parece ter sido projetado para atrair anunciantes, em vez de usuários reais. Outro problema é que agora o conteúdo postado perdeu muito do alcance que costumava obter antes da mudança no feed. Isso só é resolvido se o usuário pagar para promover seu conteúdo.

O Twitter pode utilizar esta mesma abordagem sem prejudicar ou deixar os usuários insatisfeitos. A aba "Descobrir", projetada para atrair novos usuários, poderá utilizar algoritmos similares ao do Facebook. No entanto, o impacto não seria muito significativo.

Como o Facebook tem mostrado, a mudança nos algoritmos do feed é uma faca de dois gumes: para cada novo usuário, um número indeterminado de usuários que utilizam a rede social ficam insatisfeitos. Conforme o próprio Twitter reconheceu, esses usuários são os que criam e postam a maioria do conteúdo que estimula o engajamento na rede. Desanimá-los poderia deixar o Twitter em uma situação nada agradável, podendo fazer companhia ao MySpace na sala de fracassos sociais.

Fonte: http://gigaom.com/2014/07/30/twitter-may-be-considering-a-facebook-style-feed-but-would-that-help-its-growth-or-derail-it/