Twitter é o lugar mais raivoso da internet, diz estudo

Por Redação | 24 de Setembro de 2013 às 06h50

O Twitter é o site que concentra a maior quantidade de ódio da internet, de acordo com um estudo da Universidade de Beihang, na China. A pesquisa levou em conta a versão chinesa do serviço de microblog, chamada Weibo, e a emoção mais recorrente nas mensagens publicadas era a raiva. Normalmente, os tuítes raivosos atingem os seguidores do autor, bem como os de seus amigos.

Os pesquisadores analisaram 70 milhões de publicações dos cerca de 200 mil internautas e as separaram em quatro sentimentos básicos: raiva, felicidade, desgosto e tristeza. Os conteúdos com teor triste ou de desgosto, ao contrário do que ocorre com os alegres, sobressaíram.

Segundo o estudo, o resultado pode ser útil para empresas no desenvolvimento e planejamento de estratégias para atuação nas redes sociais, bem como na localização de conteúdos e na tomada de decisões em situações de crise.

O estudo ressalta que essa não é uma boa notícia para os fãs da plataforma, já que o ódio leva ao estresse, que está associado à maioria das doenças do coração. Quem tuíta com frequência sente mais raiva do que as outras pessoas, portanto, estaria mais sujeita a contrair problemas de saúde.

No Brasil, em 2010, uma fã da banda de pop rock nacional "Restart" disse que ia "xingar muito no Twitter" e desde então, após a "viralização" do vídeo, a expressão entrou para vocabulário de muitos jovens brasileiros.

Se você não gostou dessa notícia, está pensando em falar mal dela no Twitter?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.