Desenvolvedores: Twitter divulga regras mais rígidas sobre o uso de sua API

Por Redação | 17 de Agosto de 2012 às 12h23
Tudo sobre

Twitter

O Twitter divulgou nesta quinta-feira (16) as novas regras para o uso de sua API (Interface de Programação de Aplicativos, em inglês) por desenvolvedores. A medida visa limitar o uso da sua ferramenta e torná-la mais controlada, evitando que pessoas interessadas em aplicar golpes na internet utilizem o serviço.

No ano passado, a empresa informou que mais de um milhão de aplicações registradas utilizavam o Twitter, causando um custo de gerenciamento desses clientes de milhões de dólares para a empresa.

Novas regras API Twitter

A empresa quer ter mais controle sobre o uso de sua ferramenta

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

A partir de agora, só será possível a criação de um aplicativo com a autorização prévia da empresa e, se isso não acontecer, o Twitter poderá tirar o aplicativo do ar. A medida vale para as aplicações criadas para smartphones, tablets, smart TVs entre outros dispositivos. "A ideia é evitar o uso malicioso da API do Twitter e ganhar uma compreensão maior de que tipos de aplicações fazem uso da ferramenta", afirmou em uma postagem no blog oficial da empresa Michael Sippey, diretor de produto.

O Twitter também irá limitar a base de usuários de cada aplicativo. A empresa permitirá que ele expanda sua base em até 200%. Depois disso, os desenvolvedores terão que pedir autorização para a empresa ampliar sua carta de usuários.

A empresa garantiu que os desenvolvedores terão seis meses para se adequar às novas regras de uso da API do microblog.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.