Twitter comprou US$ 36 milhões em patentes da IBM

Por Redação | 07 de Março de 2014 às 18h45
photo_camera Divulgação

A iminência de um processo judicial pelo uso indevido de pelo menos três tecnologias registradas pela IBM levou o Twitter a realizar um acordo para compra de 900 patentes e o pagamento de US$ 36 milhões à fabricante americana de hardware e software. O negócio foi firmado em dezembro e anunciado aos acionistas da rede social em janeiro, durante a mais recente revelação de resultados financeiros.

Trata-se de um movimento para incrementar o portfólio de tecnologias do Twitter e garantir que a empresa não volte a ter problemas judiciais desse tipo no futuro. De acordo com documentos registrados pela companhia junto à Comissão de Títulos e Câmbios dos Estados Unidos, a rede social possui hoje 956 patentes adquiridas de terceiros e mais 100 propriedades registradas. O acordo com a IBM é o primeiro do tipo a ser realizado pela companhia.

Na documentação, o Twitter afirma estar crescendo cada vez mais e ganhando mais destaque, o que aumenta a visibilidade e também o número de processos por quebra de propriedade intelectual. Sendo assim, negócios desse tipo devem ser cada vez mais frequentes de forma a proteger a companhia e evitar gastos indevidos com custos judiciais ou indenizações.

A notícia fez com que as ações do Twitter subissem 1% na bolsa americana, fechando a US$ 54,83 no final do pregão desta quinta (06). Os papéis também abriram em alta nessa sexta (07), com 0,22% de valorização. As informações são do site especializado em negócios Bloomberg.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.